Palmas, Tocantins -

Estado


Auxílio Emergencial
111 visualizações

Setas orienta sobre calendário da 5ª parcela para beneficiários do Bolsa Família

O Auxilio Emergencial para o Bolsa Família segue o cronograma padrão do benefício e o pagamento inicia em 20 de agosto e termina no dia 31.
- Atualizada em
Divulgação/Governo do Tocantins

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), orienta sobre o calendário para o pagamento da 5ª parcela do Auxílio Emergencial para os beneficiários do Programa Bolsa Família (PBF). Diferente do restante dos beneficiários do auxílio, o Bolsa Família segue o cronograma padrão do benefício e o pagamento se inicia no dia 20 de agosto e termina no dia 31 deste mês.

 

A técnica de gestão do PBF no Tocantins, Régina Mercês Aires, lembra que o calendário considera o número do benefício, mas ignorando o dígito. “Os primeiros contemplados serão os que possuem o número do NIS com o final 1 no dia 20 de agosto, os com final 2 recebem dia 21, e prossegue até o dia 31, quando recebem os de final 0”, afirma.

 

O saldo é depositado na mesma conta onde é pago o Bolsa Família e os inscritos no programa podem sacar o dinheiro através dos caixas de autoatendimento, casas lotéricas ou nas unidades da Caixa Aqui.

 

Calendário de pagamento (de acordo com o número final do NIS):

 

Final 1 – dia 20 de Agosto

Final 2 – dia 21 de Agosto

Final 3 – dia 22 de Agosto

Final 4 – dia 23 de Agosto

Final 5 – dia 24 de Agosto

Final 6 – dia 27 de Agosto

Final 7 – dia 28 de Agosto

Final 8 – dia 29 de Agosto

Final 9 – dia 30 de Agosto

Final 0 – dia 31 de Agosto

 

Auxílio Emergencial

 

O auxílio emergencial está sendo pago aos beneficiários do Programa Bolsa Família, o cronograma de pagamentos segue o calendário regular do programa, onde o pagamento é feito nos dez últimos dias do mês, e segue determinado pelo número final do Número de Identificação Social (NIS).

 

Bolsa Família


É um programa de transferência direta de renda, direcionado às famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza em todo o País. O programa busca garantir a essas famílias o direito à alimentação e o acesso à educação e à saúde.