Palmas, Tocantins -

Estado


Dado oficial
5.630 visualizações

Sobem para oito os casos suspeitos de coronavírus no Tocantins, cinco em Palmas

Casos se enquadram em critérios preliminares de encaminhamento e acompanhamento e aguardam resultados preliminares de exames que estão sendo realizados no Laboratório Central de Saúde Pública.
- Atualizada em
Sérgio Lima/Poder360

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) comunicou na tarde deste sábado, 14, que atualmente estão sendo acompanhados oito casos de suspeita do novo coronavírus no Tocantins: cinco deles em Palmas (incluindo as duas jovens que viajaram para a Europa e que já estão inseridas na relação de casos suspeitos do Ministério da Saúde) e o restante em Araguaína, Paraíso e Porto Nacional.

 

Segundo a SES, os casos se enquadram em critérios preliminares de encaminhamento e acompanhamento e aguardam resultados preliminares de exames que estão sendo realizados no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) para síndromes respiratórias, como Influenza.

 

Diante da iminência da doença no Tocantins, o Governo do Estado diz que toda a rede estadual de Saúde foi preparada com antecedência para que o acompanhamento de pacientes que apresentem sintomas e histórico que indiquem a possibilidade de contaminação pelo COVID-19, fosse realizado de forma correta. Por isso, alerta a sociedade quanto ao preparo reconhecido pelo Ministério da Saúde, que aprovou o Plano de Contingenciamento tocantinense sem ressalvas.

 

Máscaras

 

Quanto ao estoque de máscaras nas unidades da rede estadual, a SES assegura que o estoque é suficiente para atender as demandas por pelo menos dois meses. “Já há processos para aquisição de insumos no sentido de prevenção. Dessa forma, a SES reforça que não há falta”, tranquila a população a pasta.

 

A SES esclarece ainda que o Hospital Geral de Palmas (HGP) é a unidade de referência, aprovada pelo Ministério da Saúde (MS) para tratamento de pacientes que apresentarem sintomas agudos de síndromes respiratórias que se enquadrem nos critérios de encaminhamento do novo coronavírus (Covid-19). A unidade conta com 14 leitos isolados na ala de internação e outros três leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

 

O Cievs, Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde, está fazendo acompanhamento de todos os casos possíveis que possam surgir no estado.