Palmas, Tocantins -
Eleições 6 de outubro

TRE-TO orienta mesários que irão atuar nas eleições para o Conselho Tutelar do Estado

No dia 6 de outubro, serão realizadas eleições para a escolha dos conselheiros tutelares dos 139 municípios do estado. O treinamento é realizado para 278 mesários, em Palmas.
- Atualizada em
O treinamento é realizado durante toda a semana, em Palmas, para 278 mesários Lília Mara

Além das eleições oficiais, voltadas a escolha de representantes para os cargos eletivos, a Justiça Eleitoral também realiza eleições comunitárias, cedendo urnas e apoio técnico para a realização de pleitos de associações, universidades, faculdades e conselhos. No Tocantins, uma eleição desta natureza será realizada no dia 6 de outubro para a escolha dos conselheiros tutelares dos 139 municípios do estado. E, como todo processo eleitoral exige, as pessoas que vão atuar como mesários estão recebendo orientações sobre o funcionamento da urna eletrônica, montagem da seção e dicas de segurança.

 

O treinamento é realizado durante toda a semana, em Palmas, para 278 mesários que servirão de multiplicadores nos municípios onde moram. Ao todo, 2.337 mesários deverão atuar nas eleições comunitárias do dia 6 de outubro. “A gente vai tentar da melhor forma possível seguir todas orientações. Uma das vantagens da eleição ser realizada com a urna eletrônica é que não vamos perder tempo na contagem dos votos manuais e vamos ter mais transparência e rapidez ao processo”, disse José Júnior, que participa do treinamento como representante do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA) de Augustinópolis.

 

Para o Coordenador de Sistemas Eleitorais, Fernando Mendonça, o momento é uma oportunidade para tirar dúvidas sobre a parte técnica e operacional da urna eletrônica. “O treinamento segue até sexta-feira (20/9), com a presença de duas pessoas de cada município: uma do CMDCA e outro responsável pela parte de informática. Estamos realizando também simulado do início da eleição, emissão da Zerésima e dos Boletins de Urna; e estamos orientando sobre o processo de apuração, para que tudo seja transparente e a sociedade possa acompanhar esse procedimento”, explicou.  

 

Ainda durante a capacitação, a representante do Ministério Público Estadual, Silvia Maria Albuquerque Soares, destacou que o curso vai ajudar os mesários a lidarem com eventuais dificuldades que possam vir a ocorrer no dia do pleito. “Eles vão estar preparados para organizar as seções eleitorais e esclarecer eventuais dúvidas que os eleitores tenham. Através dessa capacitação tudo vai fluir com mais tranquilidade e segurança”, disse a analista jurídica do Centro de Apoio Operacional às Promotorias da Infância (CAOPI).