Palmas, Tocantins -

Falando de Direito

Ver comentários
Marcelo Cordeiro

Marcelo Cordeiro


Colunista do editorial Falando de Direito

2.289 visualizações

A esquerda envergonhada

O maior mérito do PT e de todos os partidos de esquerda nesses últimos treze anos, foi demonstrar ao Brasil que eles são igualmente corruptos, desonestos e muito mal intencionados
- Atualizada em

Um dos princípios fundamentais da República Federativa do Brasil, nos termos do art. 1º, inciso V, é o pluralismo político. Nesse sentido, o Brasil com seus 35 (trinta e cinco) partidos, exerce com plenitude essa previsão constitucional.

 

Nesse pluralismo político, muitos partidos estão alinhados à esquerda, de coloração comunista e/ou socialista, que se postam como donos absolutos da verdade, da honestidade e da integridade. Esses partidos políticos, PT, PC do B, PCB e outros, pregam o comunismo e o socialismo como solução para todos os problemas nacionais, com um discurso veemente de integridade e probidade. Nada mais falso, hipócrita e farisaico. Essa hipocrisia está demonstrada em todos os países onde o comunismo ou o socialismo foi implantado. A corrupção e a roubalheira assolaram esses países.

 

No Brasil não foi diferente. Os partidos de esquerda que sempre se postaram como sendo os únicos honestos e que foram fundados com a promessa de combate a corrupção, destruíram a economia nacional pela junção da corrupção com a incompetência administrativa e o aparelhamento estatal.

 

Os partidos de direita, nunca conseguiram desmistificar esses partidos de esquerda. Os chamados “capitalistas” jamais conseguiram desmoralizar e muito menos provar que todos eles eram corruptos, mentirosos, falsos e hipócritas. Não adiantava citar os maus exemplos dos comunistas na antiga União Soviética, em Cuba ou em tantos países do Leste Europeu, na África ou na Ásia. Era tudo em vão. Os brasileiros e os latinos sempre achavam que a esquerda era o exemplo de retidão e integridade. Engano puro.

 

Após o governo de Fernando Henrique Cardoso, o povo brasileiro embarcou no discurso populista do PT e de sua trupe de quadrilheiros. O Brasil foi entregue a uma matilha com a fome de “cachorro magro”. Resultado: há treze anos o Brasil vem sendo devorado. Esse sonho tresloucado de comunismo e socialismo é tão verdade que consta no conteúdo programático desses partidos. E mais, por ocasião da vitória da presidente Dilma Rousseff para o segundo mandato, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, fez um longo discurso, há pouco mais de um ano, saldando-a como a pessoa que conduziria a América do Sul à revolução socialista a ser implantada no continente. Esse discurso está disponibilizado no youtube. Vários países da América do Sul, que embarcaram nesse discurso populista, falso, hipócrita e corrupto estão com suas economias destruídas.

 

O maior mérito do PT e de todos os partidos de esquerda nesses últimos treze anos, foi demonstrar ao Brasil que eles são igualmente corruptos, desonestos e muito mal intencionados.

 

A desonestidade intelectual da presidente Dilma Rousseff, do PT e de seus aliados, é algo inominável, ao tentar cunhar a ideia de que o processo de impeachment é um golpe. São pessoas extremamente irresponsáveis, ao convocar uma luta popular contra o processo constitucional, inflamando brasileiros contra brasileiros.

 

No Brasil, só não haverá uma guerra civil, convocada pelo PT, pela presidente Dilma Rousseff e por Lula, porque temos instituições sólidas.

 

Todas as forças de segurança: polícia civil, polícia militar, força de segurança nacional, polícia federal, e as forças armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica), estão conscientes de seu papel institucional e não se alinharam a essa convocação irresponsável.

 

Amigos leitores, nos próximos anos o PT se tornará um partido nanico. Nunca mais se recuperará. Perdeu todas as suas bandeiras de luta. Terá o mesmo destino que o partido de Fernando Collor de Mello, o PRN.

 

Lula, Dilma Rousseff, o PT e todos os partidos de esquerda, conseguiram o que a direita nunca conseguiu lhes impor: a vergonha, a desmoralização e a sua destruição.

 

É isso.