Palmas, Tocantins -

Falando de Direito

Ver comentários
Marcelo Cordeiro

Marcelo Cordeiro


Colunista do editorial Falando de Direito

1.651 visualizações

Dilma, a Ilusionista

- Atualizada em

O Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa define a palavra Ilusionista como sendo aquela pessoa que tem ILUSÃO. Por sua vez, o mesmo dicionário, define ILUSÃO como sendo o “engano dos sentidos ou da mente; que faz que se tome uma coisa por outra; que se interprete erroneamente um fato ou uma sensação; traz também como tendo o significado de sonho, devaneio, logro, burla, engano, percepção deformada do objeto”.

 

Assim veio a profissão do “ILUSIONISTA”. Mas o que faz o Ilusionista? O Ilusionista é uma espécie de feiticeiro, de bruxo, de mágico. É a arte de criar algo ilusório, por meio de truques. É a arte da manipulação. É a arte de entreter e sugestionar criando ilusões que confundem a plateia, levando essa mesma plateia a ter conclusões totalmente erradas a respeito dos fatos reais. No final do século passado o maior representante dessa arte foi David Copperfield, mundialmente conhecido por seus truques.

 

A arte do ILUSIONISMO está basicamente concentrada em tirar a atenção da plateia para que ela não perceba como e quando o truque é praticado.

 

Pois bem, o atual Governo Federal que está no poder há dez anos, vem praticando sistematicamente a arte do ILUSIONISMO. O exemplo clássico desse fato é o processo em curso no Supremo Tribunal Federal, conhecido por todos como o “Processo do Mensalão” que é a Ação Penal 470, que mesmo depois de julgada e condenados os mensaleiros, o Governo Federal, através de seus dirigentes insistem em afirmar que não houve mensalão, que tudo foi uma grande armação do Supremo Tribunal Federal.

 

O conjunto de mentiras e inverdades praticadas pelo Governo Federal nos últimos dez anos, através de seus principais expoentes, culminaram nas manifestações de tem levado milhares de pessoas às ruas. Querem outro exemplo dessas mentiras? As privatizações. O atual Governo insistiu, na mentira, nos últimos dez anos que o Governo FHC privatizou o Brasil, trazendo grandes prejuízos ao erário público. Mentira. Foram as privatizações que salvaram o Brasil e deram, por exemplo, a condição de cada brasileiro ter mais de um telefone celular e falar de graça com quem quiser. Para “pagar a língua” o Governo Dilma se viu obrigado a privatizar os aeroportos como única alternativa de salvação, o que já está sendo feito tardiamente, e assim por diante. Poderia citar outros inúmeros exemplos, de todos conhecidos.

 

 Agora o povo vai às ruas para exigir basicamente 5 coisas: transporte decente; educação, saúde, segurança pública e fim da corrupção.

 

Como o Governo Federal responde a essas demandas? Com a mágica do ILUSIONISMO. A Presidente da República se transforma e se traveste de ILUSIONISTA, ou seja, responde a essas demandas reais e concretas com a arte do engano, propondo que esses problemas sejam solucionados através da convocação de uma constituinte. Depois mudou para a convocação de um plebiscito. Tudo uma grande ilusão, uma enorme mentira, um grande engodo, uma tentativa de desviar a atenção da polução com um truque, o truque da plebiscito para fazer a reforma política, que a bem da verdade, como todos sabem, pode ser feita imediatamente pelo Congresso Nacional através de lei ordinária ou através de emenda a constituição.

 

Qual a ação concreta do Governo Federal para resolver o problema do TRANSPORTE URBANO? Nenhuma.

 

Qual a solução real do Governo Federal para resolver os problemas da SAÚDE no Brasil? Nenhuma.

 

Quais as medidas para resolver os problemas de SEGURANÇA PÚBLICA no Brasil? Nenhuma medida foi anunciada ou tomada. A propósito disso a única coisa que aconteceu foi a rejeição da famosa PEC 37 pelo Congresso Nacional. Ora, todo mundo sabe que nada vai mudar. A Presidente, se quisesse, poderia, por exemplo, ter acertado com os governadores medidas práticas, tais como garantir aos delegados de polícia de todos os Estados as mesmas prerrogativas do Ministério Público (inamovibilidade, vitaliciedade e irredutibilidade de salários) e pagar aos delegados de polícia os mesmos salários pagos aos promotores, juízes, defensores públicos e procuradores de Estado. Nada foi feito. Nenhuma medida concreta foi tomada.

 

 E a EDUCAÇÃO? Da mesma forma, nada foi feito. Pelo contrário, está destinando um percentual de royalties que sequer existem. Mais uma enganação.

 

 Não se iludam, a reforma política pode ser feita por lei ordinária ou por emenda a constituição. Essa proposta de plesbicito é um grande engodo. É uma tentativa de desviar a atenção das pessoas. O plebiscito é um truque, uma mentira.

 

 Isso não vai terminar bem. A Presidente da República vestiu as roupas de um mágico e se transformou numa ILUSIONISTA “a lá” David Copperfield.

 

 É isso.