Palmas, Tocantins -

Geral


291 visualizações

Lélis rouba a cena no debate da Ulbra

...
- Atualizada em

O maior confronto entre os candidatos à prefeitura de Palmas até aqui aconteceu ontem à noite, na estréia do projeto Quinta Política da Ulbra, de iniciativa dos cursos de Comunicação Social, Publicidade e Jornalismo. Decidido a polarizar a disputa contra o prefeito de Palmas e candidato a reeleição, Raul Filho, o deputado estadual Marcelo Lélis mudou de tom, e foi mais incisivo nas contestações ao discurso de Raul, confrontando o prefeito.

A torcida organizada de Lélis, que até o último debate, na Universidade Católica, agia quase em parceria com os vermelhos, para juntos vaiarem Nilmar, também mudou de postura. Passou a vaiar e contestar Raul, que por várias vezes durante o debate foi interrompido com gritos de "é mentira", para algumas afirmações.

O clima quente do debate na Ulbra começou logo no portão, onde o DCE tentou organizar a entrada, impedindo o uso de cores, que acabou liberando. Para entrar, os alunos tinham que apresentar convite, identidade e comprovante de matrícula, o que atrasou e tumultou o acesso. Para a imprensa haviam 20 credenciais distribuidas antes. Até as equipes que acompanham os candidatos tiveram que esperar de fora pela liberação.

Na mediação do debate, a professora e jornalista Jocyelma Santana deu um show a parte, interrompendo os candidatos para exigir respeito da platéia por diversas vezes. O pefil do público estudantil da Ulbra, bastante variado, fez com que simpatizantes se somassem às claques (cada candidato só teve direito a 10 convites). Raul, como sempre, tinha a maioria do plenário, mas a turma de Lélis não deixou barato.

No melhor momento do debate entre os dois, Raul com a habitual ironia criticou as propostas de Lélis afirmando que o deputado prometia sem conhecer o orçamento. A resposta veio rápida: "Quem deve parar de fazer promessas vazias é o senhor. Quem prometeu hospitais e não cumpriu foi o senhor". Na cobertura completa do debate,o leitor atento acompanhará toda a movimentação dos candidatos, em que Nilmar deixou de ser o alvo principal dos ataques, e teve participação discreta.

No "seca bagaço", como se diz lá em Goiás, Marcelo Lélis foi o grande destaque, roubando a cena de Raul e tirando o petista do foco principal, que ele mantinha desde que adotou o estilo "batedor". Agora na frente segundo as três últimas pesquisas publicadas, Raul sofre o ônus de ser vidraça. Este é o momento da campanha em que se havia alguma chance de união entre PT e UT, ela foi definitivamente para o espaço.

Roberta Tum

roberta@blogdatum.com