Palmas, Tocantins -

Geral


Educação
77 visualizações

Psicoterapeuta ensina como reorganizar a rotina dos filhos na volta às aulas

Confira as dicas e torne esse momento mais fácil
- Atualizada em
Divulgação

No período de recesso, sem a necessidade de acordar cedo, lição de casa para fazer ou outros compromissos relacionados ao ambiente acadêmico, o estudante se acostuma com outro ritmo e, à medida que o retorno à escola se aproxima, é preciso restabelecer a antiga rotina para que ele esteja, de fato, preparado para o reinício das atividades escolares.

 

O psicoterapeuta Iarodi Bezerra fala sobre a importância dos pais nesse processo. "Eu percebo que os pais cobram imediatamente o cumprimento da rotina, a adaptação ao horário de acordar e esquecem que as crianças estavam em uma fase de brincadeiras; o ritmo irá voltar aos poucos”, explica Bezerra.

Iarodi Bezerra

Se para os estudantes é difícil, para os pais, a aflição também é grande. A microempresária Caroline Cerqueira, 33, vive essa angústia com o pequeno Manuel. Aos 2 anos, ele irá iniciar na educação infantil e a mãe já vive momentos de extrema ansiedade. “Na verdade, estou preocupada desde o dia em que fui realizar a matrícula. Ele é tão pequeno, mas já precisa começar a estudar esse ano. Espero que ele se adapte bem rápido e tenha uma boa relação com os coleguinhas”, anseia a lojista, na expectativa para deixar o filho na escola pela primeira vez.

 

Outro viés de preocupação é a gestão financeira para o início das aulas. Além das mensalidades, custos com transporte e materiais escolares pesam no orçamento doméstico. E muitas famílias chegam no início do ano letivo sem planejamento para arcar com as despesas típicas deste período. “Esse é um outro fator que pode acarretar cobranças e expectativas dos pais em relação aos filhos, principalmente os que estão no ensino médio”, conclui Bezerra.

 

Para facilitar a vida de milhares de brasileiros é que existe o Educa Mais Brasil. O programa foi criado para gerar um vínculo educacional com famílias que têm dificuldade para pagar as mensalidades escolares integrais. Através de bolsas de estudo, com descontos de até 70%, desde a educação básica, passando por todas as modalidades de ensino, é possível estudar em uma das 30 mil instituições parceiras em todo o país. Com isso, fica mais fácil iniciar o ano letivo com um melhor gerenciamento financeiro e garantir uma educação de qualidade para os filhos. Ficou interessado? Acesse o site e garanta uma das vagas disponíveis!

 

Boas aulas!

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil