Palmas, Tocantins -

Blog da Tum

Roberta Tum

Roberta Tum

roberta.tum.9 @robertatum

Colunista do Editorial Blog da Tum


Vacinação
1.084 visualizações

Divino Allan responde críticas sobre Janssen e prevê concluir prioritários em 15 dias

O secretário da Governadoria disse que o governador decidiu dividir as doses entre as três maiores cidades porque está “pensando no Estado inteiro e não só em Palmas”
- Atualizada em
Descrição: Secretário-executivo da Governadoria, Divino Allan. Tharson Lopes/Governo do Tocantins

O secretário-executivo da Governadoria, Divino Allan Siqueira, que preside o GT-Grupo de Trabalho criado pelo governador Mauro Carlesse para encontrar o gargalo da vacinação contra a Covid-19 nos municípios e tomar todas as medidas necessárias para agilizar a campanha de vacinação no Estado, falou com o Blog na tarde de ontem, quinta-feira, 24, respondendo às críticas sobre a divisão das 10.250 doses da vacina Janssen que chegaram ao Estado.

 

Inicialmente destinada à capital, Palmas (5.085), as doses da Janssen, cujo vencimento indicado pela fabricante é dia 27 próximo, domingo, serão divididas com Gurupi (1.610 doses) e Araguaína (3.555 doses), por determinação do governador. 

 

A recomendação do Ministério da Saúde deixa de ser cumprida, após a própria Anvisa “esticar” a data e validade das vacinas por mais 90 dias, com a recomendação de que sejam armazenadas entre 8º e 10º graus centígrados. Segundo a Secretaria de Saúde, a Câmara Técnica do Conass - Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Saúde abriu espaço para que os gestores decidissem de que forma usar as doses da Janssen, o que respalda a decisão do governador em dividir as doses.

 

Ocorre que, com as doses previstas, o COE – que coordena as ações contra a pandemia em Palmas, já tinha planejado e divulgado cronograma para um Mutirão de Vacinação no sábado e domingo na Capital. As doses permitiriam vacinar todo o público da Educação e iniciar o público sem comorbidades acima dos 30 anos.

 

A decisão do governador sofreu o repúdio das redes, principalmente no Twitter, onde não faltaram críticas.

 

“É uma prerrogativa do governador essa decisão”, defendeu Divino Allan. “Ele está pensando no Estado inteiro e não só em Palmas”, pontuou.

 

Questionado sobre a falta de estratégia na divisão das parcas doses da Janssen entre os três maiores municípios do Estado, o secretário rebateu: “eu estimo que dentro dos próximos 15 dias a gente consiga estar zerando os grupos prioritários, com as doses que vão chegar, de outras marcas de vacina também”.

 

A vacinação de todo o efetivo de profissionais da educação em Palmas é condição indispensável para o retorno das aulas na rede municipal de ensino.

 

Segundo o secretário, não vão faltar vacinas antes de agosto chegar, para cumprir esta meta.

 

Tomara! Já que até agora, Palmas vacinou 24.51% de sua população com a primeira dose e 6.37% com a segunda, contra 27.58% da primeira dose e 9.50% da segunda de Araguaína e 30.10% da primeira dose e 8.78% da segunda dose de Gurupi, ambas com populações menores que a da Capital.

Outras Notícias