Palmas, Tocantins -

Brasil


Cultura
106 visualizações

Com Djonga e sua avó, Kuat lança série de vídeos sobre tradições de Minas Gerais

Ação faz parte do movimento “Curta seu sabor, viva seu lugar”, que celebra a pluralidade da cultura de cada região do país
- Atualizada em
Descrição: Rapper Djonga e sua avó dona Maria Divulgação/ Ascom Coca-cola Bandeirantes

Para celebrar a conexão cultural entre a tradição e o novo em um Estado tão diverso como Minas Gerais, Kuat convidou o rapper Djonga e sua avó, dona Maria, para trazer um olhar fresco sobre o que já foi e o que é Minas. A série é um convite para que o público se conecte com o “seu lugar”, transmitindo a tradição, inovação e os elementos multiculturais que refletem no orgulho de ser mineiro.

 

“Além de celebrarmos a pluralidade das culturas regionais brasileiras, que é o grande objetivo desse movimento, enxergamos a oportunidade de apostar em um estilo musical emergente e ocupar um território de frescor ao representar Minas de um modo autêntico e pouco explorado”, conta Pedro Abbondanza, diretor de marketing da Coca-Cola Brasil. “Por isso, conectamos as gerações para falar sobre a diversidade cultural mineira, explorando a culinária local, a música, dança e tudo que envolve a cultura mineira - que é tão rica - ao lado do Djonga, que é um grande nome da música nacional, além de ser considerado um dos artistas mais escutados pelos jovens mineiros atualmente", completa Abbondanza.

 

Nos conteúdos trazidos pela visita do neto à avó, Djonga e dona Maria batem um papo sincero e divertido que conecta as duas gerações mineiras pela cultura e pelo viés da atualidade. Culinária, costumes, expressões e festividades estão entre os temas abordados.

 

"Estamos sempre em busca de olhares autênticos para falar de cada região do Brasil neste movimento da marca. Trazer a visão de Minas Gerais pela troca entre uma avó negra e seu neto, que é uma super estrela do rap, é trazer todo mundo pra olhar essa terra de um lugar que a publicidade costuma ignorar, mas que o brasil de verdade vive", completa Felipe Silva, CO-CEO da GANA, agência responsável pela concepção e execução da ação.

 

Nascido em Belo Horizonte, Djonga aprendeu e vivenciou com a sua avó as tradições do seu Estado. E isso se reflete em suas obras – a música “Bença”, por exemplo, é uma homenagem especial para dona Maria. “Eu gosto demais de BH. eu saio e fico com vontade de voltar!”, conta o artista. O rapper sempre teve orgulho de suas raízes mineiras e deixa claro em seus raps e em entrevistas, além de ter aberto caminhos para outros artistas locais, que hoje projetam, por meio de suas músicas, o seu país Minas Gerais.

 

O primeiro vídeo da série já está disponível nos canais de Kuat (assista aqui!). A ação faz parte do movimento “Curta seu sabor, viva seu lugar” da marca, que celebra a pluralidade das culturas regionais do país.

 

Sobre a Coca-Cola Bandeirantes


A Coca-Cola/Bandeirantes é uma empresa do segmento de bebidas do Grupo José Alves que atua nos setores de Bebidas para os estados de Goiás e Tocantins há mais de 30 anos. Criada em 1987, promove mais de 2.900 empregos diretos e 5.200 indiretos. A empresa possui um centro produtor situado no município de Trindade, em Goiás, com treze centros de distribuição em cidades polos em Goiás e no Tocantins. Atende diretamente 254 cidades e mais de 30.000 pontos de vendas.

Produz, distribui e vende de forma exclusiva os refrigerantes da Coca-Cola Brasil em sua área de atendimento, e ainda faz a distribuição e venda exclusiva das bebidas da Cervejaria Heineken. Sucos, chás, energéticos e isotônicos da Leão Alimentos e Bebidas, além da linha de águas minerais Crystal Lia e Energético Monster.

Como a sustentabilidade está no DNA da empresa, ela investe fortemente em projetos socioambientais, como o Projeto Coletivo, cujo objetivo é construir junto às comunidades carentes do país, um projeto de melhoria de vida através da capacitação de jovens das classes CDE para o mercado de trabalho, Programa Coletivo Reciclagem, apoio às cooperativas e empresas de reciclagem com o incentivo a reciclagem de embalagens PET. A previsão para 2030 é que 100% das embalagens inseridas no mercado sejam recolhidas (Coletivo Reciclagem), contribuindo para a preservação do meio ambiente, minimizando os impactos ambientais provocados pelo acúmulo dos resíduos e embalagens não retornáveis.