Palmas, Tocantins -

Cidades


Combate à fome
597 visualizações

Cinthia começa pacote social com distribuição de alimentos a partir do dia 15

A informação foi antecipada ao T1 Notícias pela prefeita em entrevista ontem, 7. Projeto contempla 30 mil cestas de alimentos, além de 14.400 que serão destinadas às famílias de alunos da educação
- Atualizada em
Descrição: Prefeita Cinthia Ribeiro. T1 Notícias

A prefeitura de Palmas começará a distribuir a partir da próxima quinta-feira, 15, cestas de alimentos aos palmenses em risco de segurança alimentar que tiveram a situação recrudescida com a pandemia de Covid-19. A informação foi antecipada ao T1 Notícias pela prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB), em entrevista concedida na quarta-feira, 7. Nesta primeira etapa, serão distribuídas 12.500 cestas, contudo, o processo contemplará 30 mil famílias. Um decreto será publicado na segunda-feira, 12, em que especifica todos os detalhes a respeito do pacote social.

 

Os primeiros a receberam serão os palmenses cadastrados no Bolsa Família e no Cadastro Único, e depois o público-alvo será ampliado. O processo licitatório está em fase final. As primeiras cestas serão entregues à prefeitura na quarta-feira, 14, e o município começa a distribuir no dia seguinte.

 

No decreto que será publicado na segunda, a prefeitura especificará todos os grupos que poderão receber os alimentos. "Nós entraremos com um decreto ainda na próxima semana para atender toda a uma classe que não estava dentro desse cadastro e por ventura ficaria de fora desse processo. Os mototaxistas, feirantes, microeempreendedores individuais, nossas manicures, cabeleireiras. Ou seja, vai ter todo um segmento da população que não estava assistida por esse cadastro, mas que vai ser contemplado também", afirmou a prefeita Cinthia Ribeiro.

 

Além das cestas, a secretária municipal de Educação de Palmas, professora Cleizenir Divina dos Santos, está preparando 14.400 kits de alimentação para estudantes da rede pública, cujas famílias estão inscritas no Bolsa família, grupo que também será estendido. "A rede escolar municipal vair receber aproximadamente 14.500 kits que também vão complementar e atender essas pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social e que para esse momento precisam tanto", informou Cinthia.

 

Cinthia explicou que a segunda etapa de entrega será realizada quando a licitação for finalizada. "Lembrando também que a licitação é para mais de 30 mil cestas. Ou seja, vamos vir ainda em uma segunda etapa de complementação desse trabalho", finalizou.

 

Os cidadãos que não estão inscritos no Bolsa Família e no Cadastro Único e se encontram em vulnerabilidade social e necessitam do suporte, deverão realizar inscrição em um cadastro que ainda será disponibilizado pela prefeitura para receber os alimentos.