Palmas, Tocantins -
Valor Ambiental
1.992 visualizações

Com R$ 13 milhões a receber, empresa paralisa coleta de lixo na Capital

A empresa alega que a gestão de Palmas foi quitar somente no final do mês de outubro o pagamento referente a abril.
- Atualizada em
Reprodução

A empresa responsável pela coleta de lixo na cidade de Palmas, Valor Ambiental, declarou na manhã desta segunda-feira, 11, que está suspendendo temporariamente os serviços na Capital. Conforme a mesma, a Prefeitura não está honrando com os pagamentos em dia. Por uma questão de saúde pública, a coleta do lixo hospitalar não será suspensa.

 

Ainda de acordo com a Valor Ambiental, o valor da dívida hoje é de aproximadamente R$ 13 milhões, com atrasos que passam dos 120 dias. Em documento enviado a Prefeitura, a empresa detalha a dívida e diz que existem cinco notas fiscais em aberto, cada uma com valor médio de R$ 2,5 milhões.

 

"Atraso esse que pelo volume do valor devido e tempo de atraso do pagamento está ocasionando problemas financeiros à Oficiante", ressalta no ofício. O valor a receber mantém 430 profissionais atuando na limpeza da cidade  e 35 carros de grande porte, entre caminhões de coleta, varredeiras e caminhões-pipa.

 

A Valor Ambiental informa, também, que a gestão de Palmas foi quitar somente no final do mês de outubro o pagamento referente a abril. 

 

Prefeitura de Palmas.

 

Sobre a suspensão sem prévio aviso da Valor Ambiental, a Prefeitura de Palmas informou que não haverá descontinuidade dos serviços. A Prefeitura disse também que ante ao premente encerramento do contrato com a empresa, que ocorrerá neste próximo dia 26 de novembro, abriu processo de contratação emergencial para a continuidade dos serviços. Disse, ainda, que o processo cumpre todos os trâmites legais, e nesta segunda-feira, 11, às 14 horas, serão abertos os envelopes das propostas.

 

Por fim, a Prefeitura declara que empresa Valor Ambiental vem recebendo mensalmente os serviços medidos, sendo a última fatura liquidada no dia 1º de novembro, no valor de R$ 2.744 milhões. A se confirmar a paralisação, a Prefeitura afirma que adotará as medidas necessárias para assegurar que a empresa cumpra todas as suas obrigações contratuais.

 

Contrato

 

Atuando em Palmas desde 2014, em maio deste ano o município prorrogou o contrato com a Valor Ambiental por mais seis meses com vigência até 26 de novembro. A gestão da Capital, inclusive, já realizou um chamamento para a contratação emergencial de uma nova empresa.