Palmas, Tocantins -

Cidades


Em Dianópolis
126 visualizações

Novo decreto proíbe funcionamento de serviços não essenciais por 14 dias

O descumprimento encarrega multa de R$ 1.000,00 (mil reais) a ser aplicada pelos Fiscais do Município e Vigilância Sanitária Municipal
- Atualizada em
Reprodução

Considerando o cenário de contágio crescente do novo coronavírus (COVID-19) no município de Dianópolis, o prefeito, Padre Gleibson Moreira, cumprindo a decisão do Comitê Gestor de Combate a pandemia, assinou na tarde desta sexta-feira, 3 de julho, Decreto 178/2020, que proíbe o funcionamento dos serviços não essenciais, nos termos do Decreto 156/2020, por 14 dias, a contar da próxima segunda-feira, dia 06 de julho de 2020.

 

O descumprimento encarrega multa de R$ 1.000,00 (mil reais) a ser aplicada pelos Fiscais do Município e Vigilância Sanitária Municipal, valor que será revertido às ações de combate a pandemia do Covid19.

 

O decreto proíbe também os eventos públicos, no âmbito da administração pública municipal direta e indireta, atividades e eventos realizados por seus órgãos e entidades, que ocasionam aglomerações de pessoas e a participação de seus agentes públicos, além de suspender viagens oficiais interestaduais ou internacionais (exceto para os serviços de saúde).

 

Além disso, a nova medida suspende ainda por 14 dias o atendimento externo da Prefeitura e suas secretarias, serviços que passam a serem realizados apenas por telefone ou e-mail, contatos informados nas respectivas sedes (informativo anexo em suas portas ou fachadas), exceto os atendimentos da Secretaria Municipal de Saúde.

 

A Secretaria Municipal de Educação, realizará suas atividades em regime de teletrabalho, também pelo período de 14 dias. As obras públicas, que estão em andamento no município, continuam sendo executadas, obedecendo às normas de segurança e proteção disciplinadas no Decreto 156/2020.

 

Boletim

 

Dianópolis registrou até esta sexta, 3, 27 casos positivos, sendo que destes, 18 ativos, com 17 em isolamento domiciliar e um hospitalizado em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em hospital particular de Palmas. Além disso, tem oito casos curados e um óbito. Ainda no boletim desta sexta, o município traz 89 casos suspeitos, em isolamento domiciliar, aguardando resultados de exames.