Palmas, Tocantins -

Cidades


Auxílio emergencial

Prefeitura de Palmas prorroga até dia 25 prazo de entrega do Cartão da Família

A entrega será feita de de segunda, 21, a sexta, 25 de junho, das 13h às 18h, na Sedes, localizada na Acno 11 (103 Norte), Rua de Pedestre NO-09, Lote 09.
- Atualizada em
Lia Mara

A prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social de Palmas (Palmas), prorrogou o prazo para que os contemplados com o Cartão da Família retirem o benefício. A entrega será feita de 21 a 25 de junho, das 13h às 18h, na Sedes, localizada na Acno 11 (103 Norte), Rua de Pedestre NO-09, Lote 09.

 

São três parcelas mensais e consecutivas no valor de R$ 200 que deverão ser usados no comércio local em estabelecimentos credenciados. O auxílio financeiro emergencial atende pessoas vulnerabilizadas economicamente em decorrência da pandemia de Covid-19.

 

Entregas

 

Em dois dias de entregas, quinta e sexta-feira, dias 17 e 18, a Sedes entregou 6.455 cartões aos seus beneficiários.

 

Para o recebimento do cartão, o contemplado deve, se possível, portar caneta esferográfica, e, obrigatoriamente, usar máscara de proteção; e levar documento pessoal original com foto (RG, carteira de trabalho, carteira de motorista).

 

Não será entregue, sob nenhuma hipótese, cartão por procuração. Caso o beneficiário seja acamado ou esteja passando por doença infectocontagiosa, deve informar à Secretaria de Desenvolvimento Social pelo e-mail cartaodafamilia@palmas.to.gov.br, que estudar a melhor forma para que a entrega seja feita.

 

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones: 32127001/ 3212-7040/ 3212-7001 e 3212-7004.

 

Denúncias

 

As informações das pessoas contempladas continuam sendo averiguadas. Se constatadas irregularidades, o benefício é bloqueado imediatamente. A Medida Provisória nº 02/2021 traz os critérios que devem ser observados para concessão do benefício e em seu artigo 8 destaca que: o auxílio financeiro será cancelado quando constatada a entrega de declaração com informações inverídicas e/ou de documentos falsos para a obtenção do benefício.

 

Qualquer cidadão pode, de forma sigilosa, denunciar um beneficiário que não se enquadre nas normas do programa. Basta ligar na Ouvidoria Municipal no 0800-64-64-156 ou enviar um e-mail para ouvidoria@palmas.to.gov.br. Ao denunciar é necessário ter em mãos o nome e o número do CPF do usuário denunciado.