Palmas, Tocantins -

Cidades


Imunização contra a Covid-19
298 visualizações

Vacinação contra a Covid para pessoas com comorbidades segue em Palmas até sábado, 8

A aplicação das doses ocorre das 9h às 17h e nas USFs da Arno 42 (405 Norte), da Arse 122 (1.206 Sul) e do Novo Horizonte. Nesta sexta, 7, a campanha também será realizada no Ginásio da Ulbra
- Atualizada em
Raiza Milhomem

A vacinação contra a Covid-19 para pessoas com comorbidades, que foi iniciada nesta quinta-feira, 6, segue em Palmas até sábado, 8, das 9h às 17h e nas USFs da Arno 42 (405 Norte), da Arse 122 (1.206 Sul) e do Novo Horizonte (no bairro que leva o mesmo nome). Nesta sexta-feira, 7, a campanha recebe um ponto extra: o ginásio do Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra), onde as doses também serão aplicadas das 9h às 17h.

 

A primeira dose contra a Covid-19 chegou nesta quinta, 6, para 2.260 pessoas na fase de imunização dos portadores de comorbidades, grávidas e na faixa etária 60 anos de idade. Pontos de vacinação foram abertos para que o público pudesse tomar a primeira dose da Pfizer, no caso das comorbidades, e da Astrazeneca, para as pessoas com 60 anos. O prazo para a aplicação da segunda dose de ambos imunizantes é de 90 dias após a administração da primeira.

 

A servidora pública Maria Lucia Alves de Souza Gomes, 59 anos, esteve na Unidade de Saúde da Família (USF) da Arse 122 (1.206 Sul) para tomar a primeira dose da Pfizer. Ela possui hipertensão, hipotireoidismo e bronquite alérgica. “Hoje estou muito feliz por ter sido vacinada, pois não tinha muita esperança de ser tão cedo, eu estava muito preocupada com a minha saúde. Mesmo estando só na primeira dose, de certa forma me tranquilizou. Agora é manter os cuidados para chegar a segunda dose e ser imunizada com consciência e vida que segue”, afirmou.

 

O jornalista Luiz Armando Costa, 60 anos, esteve no drive-thru da Praia da Graciosa nas primeiras horas da manhã e garantiu sua imunização. “A vacina é fundamental. Muitas pessoas da minha família tiveram Covid-19. É uma esperança para mim”, disse. A vacinação para pessoas com 60 anos ocorreu em cinco pontos da Capital. Na próxima semana está prevista a continuação da vacinação para este público e o cronograma será divulgado em breve.

 

Público

 

Na Capital, podem ser vacinadas pessoas com comorbidades na faixa etária de 59 anos, além de outras situações enquadradas no Plano Nacional de Imunização, sendo pessoas com Síndrome de Down, acima de 18 anos; pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise), também a partir de 18 anos; gestantes e puérperas até 45 dias após o parto, ambas com comorbidades, acima de 18 anos; pessoas com deficiência permanente de 59 anos. O detalhamento do público pode ser conferido aqui.

 

Documentos

 

Para se vacinar, o público com comorbidade deve comparecer ao local da vacinação com documentos pessoais (RG ou CNH), Cartão de Vacina, laudo ou relatório médico comprovando a comorbidade. A mesma documentação deve ser levada pelas pessoas com deficiência permanente. No caso das mulheres grávidas, é necessário também levar exame que ateste a gravidez. Já as puérperas precisam levar registro de nascimento do recém-nascido ou Declaração de Nascido Vivo ou Natimorto, que ateste o parto ocorrido em até 45 dias.