Palmas, Tocantins -

Cidades


Vandalismo na Capital
182 visualizações

Vandalismo volta a trazer prejuízos: três contêineres são destruídos em Palmas

O último caso aconteceu na madrugada de domingo, 2. Pela forma como as estruturas foram deterioradas, os três materiais foram danificados por fogo.
- Atualizada em
Luciana Pires/Prefeitura de Palmas

Em três dias, três contêineres foram destruídos na Quadra ACNE 1 (104 Norte), em Palmas. O último caso aconteceu na madrugada de domingo, 2. Pela forma como as estruturas foram deterioradas, os três materiais foram danificados por fogo. Os contêineres azuis são patrimônio permanente e de uso coletivo, destinado estritamente ao descarte de lixo doméstico com capacidade total de mil litros.

 

Não é a primeira vez que a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seisp) localiza contêineres de coleta de lixo comum danificados ou destruídos. Em 2019, cerca de 400 unidades, que haviam sido distribuídas pela cidade, tiveram que ser substituídas. Cada unidade custa cerca de R$ 1.300. Em 2020, já foram recolhidos contêineres danificados no Setor Lago Sul e na Avenida LO-21 também.

 

O mau uso é a principal causa da inutilização dos contêineres, seja por excesso de peso - quando são descartados móveis e restos de construção, por exemplo - ou por derretimento da estrutura, causado por descarte de carvão em brasas ou mesmo ateamento de fogo por vandalismo.

 

Restos de construção, móveis ou outros inservíveis devem ser descartados em pontos de coleta de empresas especializadas no recolhimento de disque-entulho, licenciadas para recolhimento e descarte em área licenciada para tal finalidade. Esta prestação de serviço deve ser contratada pelo cidadão.

 

Na semana passada, cerca de 10 metros de meio-fio recém-concretado na NS-06 foram destruídos para que, indevidamente, o canteiro central servisse de estacionamento. 

 

Denuncie

 

Ambas as práticas se caracterizam como destruição de patrimônio público e devem ser denunciadas às autoridades policiais pelo 190 ou à Guarda Metropolitana pelo 153. A rapidez na denúncia garante facilidade na identificação e punição dos responsáveis, afirma o superintendente de Serviços Públicos, Adão Maia.