Palmas, Tocantins -

Estado


Aquicultura
619 visualizações

Carlesse oficializa cessões de uso de águas; projeto prevê gerar 500 empregos diretos

No evento, a superintendência de Patrimônio da União repassou oito áreas aquícolas no Tocantins à Secretaria da Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
- Atualizada em
Esequias Araújo/Governo do Tocantins

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, recebeu na tarde dessa quinta-feira, 23, o secretário da Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Jorge Seif; e o superintendente do Patrimônio da União do Tocantins, Lúcio Alfenas. Eles vieram ao Estado para oficializar contratos de cessão de uso de águas de domínio da União para fins de aquicultura, voltados a empresários tocantinenses interessados em implantar projetos de produção de peixes na região.

 

Ao todo, foram entregues quatro contratos de cessão de águas aos empresários Ciro Parreira Labre, Francisco das Chagas de Medeiros, Moisés Vieira Labre e Pedro Iran Pereira do Espírito Santo.

 

Durante o evento, a Superintendência de Patrimônio da União repassou oito áreas aquícolas no Tocantins à Secretaria da Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com capacidade para produção de mais de 25 mil toneladas de peixes por ano. Segundo o secretário de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Jorge Seif, a iniciativa vai permitir um incremento da produção de peixes no Tocantins.

 

O secretário reforçou que esses empreendimentos têm potencial para gerar mais de 500 empregos diretos e 2 mil indiretos aos tocantinenses. “Tocantins é o único Estado a contar com uma unidade da Embrapa voltada para a aquicultura e o governador Mauro Carlesse sempre acreditou e incentivou essa atividade no Estado. A nossa expectativa é tornar o Tocantins um grande produtor de peixes”, pontuou Jorge Seif.

 

O governador Mauro Carlesse afirmou que a sua gestão sempre foi voltada para incentivar a produção e que a aquicultura é uma atividade muito promissora na região pelo grande potencial hídrico disponível. “Essa atividade vai dar muitas oportunidades às pessoas. Estamos acreditando em grandes e pequenos empreendimentos para agregar o maior número de pessoas trabalhando. Esse é o nosso objetivo e temos feito tudo o que é possível em termos de incentivo e agilidade no licenciamento, porque já temos instituições financeiras interessadas em financiar projetos”, adiantou.

 

Carlesse destacou que a política de incentivos à produção coloca o Tocantins na rota de investimentos para o desenvolvimento da aquicultura. “Tenho certeza de que com o incentivo ao nosso investidor, aliado aos recursos hídricos e aos incentivos concedidos para a produção da soja, do algodão e do milho, o pescado será promissor e de grande importância econômica para o nosso Estado”, ressaltou.

 

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura, Jaime Café, destacou que o potencial hídrico, a tecnologia de ponta e a melhoria genética são fatores que contribuem para tornar o Estado uma referência no setor. “O governador Mauro Carlesse sempre acreditou que as águas do Tocantins poderiam gerar riqueza, fazendo chegar peixe de qualidade para todo o Brasil. Temos tecnologia e melhoria genética para desenvolver a atividade e esse é o momento”, sustentou Jaime Café.

 

O presidente da Embrapa, Celso Moretti, também destacou o potencial da aquicultura. “E um momento importante presenciar a aquicultura florescendo aqui no Tocantins. Conhecendo o potencial desse Estado, conhecendo a força de trabalho dos tocantinenses, não tenho dúvidas de que só vai crescer, além de gerar renda e desenvolvimento”, comentou.

 

Presenças

 

O evento contou com a presença dos deputados federais Carlos Gaguim e Osires Damaso; da prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro; do secretário nacional de Agricultura e Cooperativismo, César Halum; do chefe de gabinete do Ministério do Turismo, Herci Filho; de empresários; secretários de Estado e outras autoridades.