Palmas, Tocantins -

Estado


Tratamento da Covid-19
1.505 visualizações

Com ordem judicial e após gestões da SES, paciente grave terá UTI no Santa Thereza

O caso de Carlos Antônio, de 54 anos, chegou ao fim na noite desta quarta, 20, após luta da família, pedido de liminar, Ordem Judicial e gestões da SES para conseguir um leito de UTI Covid em Palmas
- Atualizada em
Descrição: Carlos Antônio Pereira Paz foi diagnosticado com Covid-19 no dia 13 deste mês. Arquivo pessoal

O drama de Carlos Antônio Pereira Paz, de 54 anos, que estava internado na Unidade de Pronto Atendimento Norte (Upa Norte) em estado grave com Covid-19 chegou ao fim no início da noite desta quarta-feira, 20, após ordem judicial e gestões da Secretaria de Estado da Saúde (SES) ao longo do dia para conseguir um leito de UTI Covid-19 em Palmas. Mais cedo, uma vaga foi obtida no Hospital Dom Orione, em Araguaína, porém a família não aceitou a transferência e persistiu com a internação em Palmas. No final do dia, conforme a Secretaria de Comunicação, o Estado conseguiu regular uma vaga no Hospital Santa Thereza.

 

Em conversa com o Portal na noite desta quarta, 20, a advogada Jessica Ferreira Paz, responsável pelo caso, informou que a UTI móvel buscou Carlos às 19h30 para transferi-lo ao Santa Thereza. “Nós já tivemos duas notícias de que ele seria transferido e em cima da hora voltaram atrás, falaram que a UTI havia sido bloqueada. Mas dessa vez conseguimos agendar com a UTI móvel para às 19h30”, contou Jessica.

 

 

A advogada explica ainda que a vaga no Hospital Dom Orione não foi aceita pela família por indicação médica, pois “falaram que o Carlos não iria suportar a viagem por terra até Araguaína, que o caso dele já está agravado e o transporte seria um desgaste muito grande”. 

 

Sem insumos e em débito com profissionais, Instituto Isac deve receber nesta quinta 

 

A SES informou na noite desta quarta-feira, 20, que concluiu as análises da prestação de contas do Instituto Saúde e Cidadania (ISAC), como também a conferência das notas fiscais emitidas. "O processo para pagamento da Instituição - responsável pelas UTIs Covid-19 - já foi encaminhado para a Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ)", ressaltou em nota.

 

A secretaria enfatizou que o pagamento será realizado nesta quinta-feira, 21, e estará disponível para o Instituto, no decorrer do dia.

 

O Isac é uma instituição sem fins lucrativos, terceirizada pelo Governo do Estado para que fosse possível a contratação de médicos, enfermeiros e demais profissionais da saúde com salários no valor de mercado. O Instituto também responde por leitos de UTI Covid-19 em Araguaína e Gurupi.

 

Entenda o caso 

 

Carlos Antônio foi diagnosticado com Covid-19 no dia 13 deste mês e, por apresentar sintomas graves, recebeu encaminhamento para UTI Covid-19 pelo médico responsável no dia 18. Contudo, de acordo com informações, após a solicitação ser realizada, o paciente e a família foram informados que não existiam vagas disponíveis. 

 

A advogada Jessica Ferreira Paz pediu concessão de liminar para determinar a providência de forma imediata de uma vaga em UTI para que Carlos tenha suporte intensivo, pois devido à gravidade do quadro clínico, o paciente estaria com risco de vir a óbito.

 

Segundo a advogada, os familiares do paciente realizaram buscas nos hospitais de Palmas e foram informados que existiam UTIs Covid-19 disponíveis no Hospital Geral de Palmas (HGP) e no Palmas Medical Center, mas que, no entanto, Carlos Antônio não foi internado em nenhuma das duas unidades. 

 

Após o pedido de liminar, a decisão judicial do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins determinou nesta segunda-feira, 20, que a Secretaria de Saúde, em um prazo de 24 horas, disponibilizasse vaga em UTI para o tratamento de Carlos Antônio Pereira Paz “sob pena de multa-diária de R$ 1.000,00 (mil reais) até o limite de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais)”, diz a decisão.