Palmas, Tocantins -

Estado


Turismo
402 visualizações

Comitiva do Tocantins vai a Foz do Iguaçu conhecer concessão de Parque Nacional

O grupo foi conhecer o processo de concessão do Parque do Iguaçu. O Tocantins está em elaboração do processo de concessão dos parques estaduais
- Atualizada em
Christian Rizzi/PMFI

Uma comitiva do Tocantins, formada pelo vice-governador Wanderlei Barbosa e 14 prefeitos de municípios que integram as regiões do Jalapão e Cantão, parques estaduais e áreas ambientais importantes do Estado, foram a Foz do Iguaçu nesta sexta-feira, 08, conhecer o processo de concessão do Parque Nacional do Iguaçu e usá-lo como exemplo na concessão que está sendo elaborada para ambos os parques estaduais tocantinenses.



Recepcionados pelo prefeito Chico Brasileiro no auditório da Fundação Cultural, os visitantes tiveram uma primeira impressão do modelo que é seguido pelo turismo da cidade. “A concessão firmada há quase 20 anos, as parcerias entre os setores do turismo e os investimentos públicos e privados transformaram completamente o turismo de Foz do Iguaçu. A imagem da cidade passou por uma mudança e temos hoje uma grande estrutura para atrair turistas e grandes eventos. tudo isso buscando aliar o turismo ao desenvolvimento ambiental”, afirmou Brasileiro. 



O delegado Francisco Sampaio, prefeito em exercício, também elogiou a busca por informações e referências para a elaboração de um contrato justo e eficiente. “Jalapão e Cantão são duas joias do Brasil. Só ouvimos boas histórias sobre as belezas que existem por lá. Exatamente por esse motivo é necessário olhar um contrato como esse com muito cuidado e estar atento a cada detalhe. Precisa ser uma relação de ganhos entre todas as partes”, reforçou Sampaio. 



Concessão para impulsionar a região 



O vice-governador, Wanderlei Castro, comentou sobre as etapas do contrato de concessão sugerido aos 14 gestores. “Estamos neste processo há meses, analisando minuciosamente tudo o que nos é apresentado e também fazendo sugestões, pois não queremos prejudicar ninguém e beneficiar os moradores do entorno”, garantiu. 

Representantes das comunidades quilombolas dos parques também integraram a comitiva. O objetivo deles é observar como as comunidades indígenas e quilombolas dos municípios lindeiros do Paraná foram afetadas pelo uso do parque. 

“Recebemos com certo receio as informações sobre o contrato. Mas após verificar o processo, vimos que, quando bem feito, pode sim trazer benefícios, como já acontece aqui. Os benefícios para a estrutura podem ser muito promissores”, destacou Ilana Ribeiro, que trabalha com o turismo de experiência do quilombo Mumbuca no município de Mateiros.  

“A união dos 14 municípios em Tocantins se assemelha a união desses 14 municípios do Oeste do Paraná,  pois mostra como todos buscam um bem comum em suas comunidades. Queremos valorizar as nossas riquezas e colher bons frutos”, disse o prefeito de Pium, Valdemir Oliveira Barros. 

 

Nova concessão em Foz 

“A visita aconteceu também em um momento oportuno, por conta do atual processo para o novo contrato de concessão do PNI”, afirma o secretário de Transparência e Governança, José Elias Castro Gomes.  

Ao lado dos 14 municípios lindeiros da região do Parque Nacional do Iguaçu, Foz busca uma nova proposta para a concessão, que contemple um maior desenvolvimento e retorno financeiro aos municípios. Para isso foi criada uma força de ação chamada “Voz do Iguaçu”.