Palmas, Tocantins -
Servidores estaduais
1.786 visualizações

Crédito Consignado junto ao Banco do Brasil é novamente suspenso pelo Estado

Atualmente apenas a Ciasprev está ativamente oferecendo o serviço de crédito consignado aos servidores do Estado.
- Atualizada em
Reprodução

Mesmo após o pagamento da dívida de R$28 milhões junto ao Banco do Brasil, o Governo do Estado decidiu por suspender por meio de portaria cojunta o contrato de concessão de crédito consignado ao servidores estaduais. A decisão assinada pelos secretários do Planejamento, Sandro Henrique Armando, e da Admistração, Edson Cabral, foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira, 26. 

 

De acordo com a Secretaria da Administração (Secad), gestora do contrato, a suspensão objetiva buscar condições mais vantajosas para o servidor. Questionada, o Secad não informou os motivos da suspensão, mas o texto da portaria fala em "incidência de fato estranho ao ajustado, contrários ao bom andamento contratual e consequentemente as múltiplas relações obrigacionais". 

 

Ainda segundo o órgão, outras instituições finaceiras estão em processo de cadastramento junto ao Estado para, em breve, realizarem os consignados.

 

Até lá apenas a Ciasprev está ativamente oferecendo os serviços de crédito consigado aos servidores do Estado. 

 

Débitos quitados

 

Os serviços de crédito consignados haviam normalizados em maio após o pagamento da dívida do Estado junto ao Banco no valor de R$28 milhões. Na época, o governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse (DEM), chegou a se reunir com o superintendente comercial do Banco do Brasil, Raul Abu Bakr Wahbe, para comunicar o pagamento. Em contrapartida, o superintende informou a liberação dos serviços.