Palmas, Tocantins -

Estado


Consultorias

Empreendedores são orientados pelo Sebrae sobre renegociação de dívidas

Consultorias voltadas ao Programa de Recuperação Fiscal (Refis) oferecerem soluções nos negócios para micro e pequenas empresas
- Atualizada em
Divulgação/Sebrae

Quem busca soluções para negociar com fornecedores, colaboradores, clientes e instituições financeiras, como micro e pequenas empresas, o caminho passa pela orientação do Sebrae, quando se trata de consultorias voltadas ao Programa de Recuperação Fiscal (Refis).



Instituído pela Lei nº 9.964, em 10 de abril de 2020, o programa tem como objetivo promover a regularização de créditos da União, decorrentes de débitos de pessoas jurídicas. A adesão ao parcelamento vai até o dia 30 de setembro, às 19h, e pode ser feita pelo portal Regularize. O Refis está relacionado aos tributos e contribuições administrados pela Secretaria da Receita Federal (SRF) e pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).



De acordo com o portal Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, o Programa facilita ao contribuinte o pagamento dos débitos inscritos em dívida ativa há mais de um ano e tem como benefícios a entrada reduzida, descontos que chegam a 50% sobre o valor total e cujo valor consolidado seja igual ou inferior a 60 salários mínimos e depende da publicação de Edital.



Beneficiados



O serviço pode ser utilizado por pessoa física e jurídica. Quando se trata de pessoa jurídica, o pedido de parcelamento deve ser apresentado mediante o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), como microempreendedores individuais (MEIs), microempresas (ME) e as empresas de pequeno porte (EPP) com débitos do Simples Nacional.



O analista do Sebrae, Francisco Ramos, explicou que todo programa de renegociação de dívidas, com abordagem de recuperação fiscal, é direcionado para a área de consultoria. “Orientamos em relação à legislação tributária e oferecemos a consultoria de renegociação de dívidas, conduzindo o cliente em como proceder diante das regras que já existem, são pré-definidas e o enquadramento da empresa”, afirmou.



Consultorias para melhores condições de pagamento



Com o intuito de sair do vermelho e crescer na crise, os empreendedores podem transformar o obstáculo em oportunidade para a quitação dos boletos. Para quem busca capacitação para alavancar suas vendas e negócios, principalmente os MEIs, o Sebrae tem em seu leque opções de consultorias, como renegociar o pagamento de empréstimos, mutirão da renegociação, renegociação e portabilidade de dívidas, entre outras.


“Nessas consultorias, o empreendedor entende mais sobre tributos, rebate de juros, encargos, multas com o apoio do Sebrae. Por via de regra, é importante ressaltar que a renegociação é feita pelo próprio site da Receita Federal ou Secretaria da Fazenda, seja ela municipal ou estadual pelo Refis. O microempreendedor que procura o Sebrae receberá o atendimento para se organizar e encontrar a melhor solução para o negócio”, destacou Francisco Ramos.