Palmas, Tocantins -

Geral


Exame Nacional
52 visualizações

Enem: balanço das inscrições aponta maioria de candidatos vindos de escola pública

Neste ano, 81% dos inscritos está nessa categoria
- Atualizada em
Divulgação

Após a finalização das inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, última quarta-feira (27), o Ministério da Educação (MEC) divulgou o primeiro balanço do interesse de participação dos candidatos. Modalidade inédita de aplicação do exame, o Enem Digital recebeu 101.100 inscrições. Já 6.020.263 candidatos optaram pela versão tradicional, em papel. 

 

Os números mostram, ainda, que 81,7% dos inscritos estão matriculados em escolas públicas, número 11,2% maior do que o registrado em 2019. Além disso, o balanço mostra, também, que do total de inscritos, 65% concluíram o ensino médio em anos anteriores, 23% são concluintes e 12% são treineiros - quem está no primeiro ou no segundo ano do ensino médio.

 

Este ano, 87% dos candidatos não precisaram pagar a taxa de inscrição. Diferente dos anos anteriores, quem se enquadrou nos critérios de isenção, previstos em edital, foi contemplado, automaticamente, sem a necessidade de fazer a solicitação no sistema.  

 

Diante da pandemia do novo coronavírus, as provas do Enem foram adiadas, ainda sem nova data confirmada. Houve pressão popular na internet para adiar as datas da prova, com decisão favorável do senado. A definição ainda passará por consulta aos inscritos, no final de junho deste ano, para que os candidatos escolham o melhor período.

 

Novidades do Enem 2020

 

Entre as novidades anunciadas no ano passado, a que mais se destacou foi o Enem Digital. A proposta, que começou com o anúncio de 50 mil vagas para a edição de 2020, dobrou para 100 mil. Nos primeiros dias de abertura do prazo de inscrição, a procura pela versão eletrônica foi superada, atingindo 101.100 pedidos. 

 

Para o público com deficiências visuais, pela primeira vez, haverá um suporte de um software específico que vai converter o texto da prova em voz.  Com esse recurso, pessoas com cegueira, surdocegueira, baixa visão ou visão monocular têm mais autonomia porque podem ler a prova na ordem em que desejarem, repetir a leitura quantas vezes considerarem necessário ou retomarem uma questão no ponto em que escolherem.

 

Como parte das novas medidas apresentadas pelo Inep, candidatas lactantes terão um tempo adicional de 60 minutos se solicitarem atendimento especializado na inscrição, desde que comprovem a necessidade, conforme previsto em edital.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil