Palmas, Tocantins -

Geral


Enem 2020

Gabarito da reaplicação do Enem 2020 é divulgado

O Inep orienta que os estudantes se atentem ao número e à cor da prova que fizeram
- Atualizada em
Agência Educa Mais Brasil

Estudantes que realizaram a reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 já podem conferir o gabarito e o caderno de questões da prova. O exame, que foi reaplicado nos dias 23 e 24 de fevereiro, terá seu resultado final divulgado em 29 de março.

 

Até lá, os participantes podem conferir o gabarito no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Vale lembrar que, mesmo com o gabarito em mãos, não será possível saber a nota do exame, pois as provas são corrigidas com base na chamada Teoria de Resposta ao Item (TRI), que leva em consideração, entre outros fatores, a coerência de cada estudante na própria prova.

 

Após o Enem impresso regular e o Enem digital, a reaplicação foi a terceira e última rodada de aplicação da prova. Puderam fazer a reaplicação do exame candidatos de todo o estado do Amazonas e nas cidades de Espigão D’Oeste e Rolim de Moura, ambos de Rondônia. Nesses locais, a aplicação regular foi suspensa por conta do agravamento da pandemia de Covid-19.

 

O exame foi reaplicado, também, para os estudantes que tiveram problemas logísticos na primeira aplicação, como falta de luz no local de prova, ou que apresentaram sintomas da Covid-19 ou outra doença infectocontagiosa. Os adultos privados de liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL) também realizaram a prova.

 

A prova teve uma questão de Ciências da Natureza anulada. O número da questão varia de acordo com a cor do caderno de prova. Trata-se da questão 133 do caderno 8, de cor rosa; e do caderno 11, de cor laranja; questão 96 do caderno 7, azul; 107 do caderno 6, cinza; e 135 do caderno 5, amarelo.  Ao conferir os gabaritos, o Inep orienta que os estudantes se atentem ao número e à cor da prova que fizeram.

 

As notas do Enem poderão ser usadas para ingressar no ensino superior e para participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade para Todos (ProUni) e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

 

* Com informações da Agência Brasil

Fonte: Agência Educa Mais Brasil