Palmas, Tocantins -

Minha Opinião

Roberta Tum

Roberta Tum

roberta.tum.9 @robertatum

Colunista do Editorial Minha Opinião


Bastidores
7.774 visualizações

Semana começa com expectativa de mudança no primeiro escalão: confira quem deve sair

Governo interino deve começar semana fazendo mudanças e adaptações...
- Atualizada em
Descrição: Governador em exercício, Wanderlei Barbosa Esequias Araújo/Governo do Tocantins

A semana começa com expectativa de que o governador em exercício, Wanderlei Barbosa, mexa no secretariado. Primeiro para substituir os cargos em vacância: Secretário de Segurança Pública, Secretário de Saúde (afastado por Carlesse, em férias, mas que não deve retornar em razão do alcance das investigações da Operação Hygea), Secretário de Parcerias Público Privadas. O secretário Executivo da Administração deve ser nomeado também, com o afastamento de Ineijaim José Brito Siqueira na operação que investiga desvios no PlanSaúde.

 

Além dos implicados nas operações e que deverão se ocupar nos próximos meses de conhecer e se defender das acusações de ilícitos, corre nos bastidores que Barbosa vai se cercar de pessoas da sua confiança nos postos chave do governo, até por que o seu período de permanência à frente do governo é uma incógnita. Por via das dúvidas, melhor trabalhar com mais do que com menos.

 

Assim, pastas como a Fazenda e a Secretaria Geral de Governo, devem ser ocupadas por prepostos da mais alta confiança do novo governador. Uma por que paga processos. Nos bastidores corre a informação de que Barbosa foi alertado de que deve evitar contato com os afastados o que leva à leitura de que não pode ocorrer a suspeita de que os pagamentos do Estado sigam executados por ordem e vontade de quem está fora e não dentro do governo.

 

Há também o componente político, uma vez que uma possível candidatura de Sandro Armando ao governo do Estado, vinha alimentada pelo grupo do governador Carlesse.

 

Já a secretaria de Governo, é cargo que reflete o estilo pessoal do governador, o que indica que Barbosa terá alguém que transmita suas ordens aos demais secretários. Divino Allan, como se sabe, é leal a Carlesse, para quem trabalha desde Gurupi, nos seus negócios pessoais. Fez o marketing da campanha e vinha sendo até aqui homem forte do governo Carlesse, a ponto de não haver distinção entre um e outro.

 

O desenho de um governo que não é de rompimento, mas que precisa ter o perfil do novo governador deve começar a ser feito nas próximas horas. A expectativa é de que o Diário Oficial desta segunda-feira já traga as mudanças. E que nesta terça-feira, hajam posses no Araguaia.