Palmas, Tocantins -

Plantão de Polícia


Operação Gato do Mato
700 visualizações

PF realiza prisão de acusados de furto qualificado à agência dos Correios no interior

São aproximadamente 35 Policiais Federais cumprem três mandados de prisão preventiva e cinco mandados de busca e apreensão nos municípios de Palmas, Pedro Afonso, Almas, Porto Nacional e Formoso.
- Atualizada em
Divulgação PF

Na manhã desta quarta-feira, 27, aproximadamente 35 Policiais Federais cumprem três mandados de prisão preventiva e cinco mandados de busca e apreensão nos municípios de Palmas, Pedro Afonso, Almas, Porto Nacional e Formoso do Araguaia.  A ação da Polícia Federal tem como alvo um grupo criminoso envolvido em arrombamentos aos Correios no Estado. 

 

A operação foi batizada de Gato do Mato.

 

 

 

 

A investigação teve início após o furto mediante arrombamento contra a agência dos Correios de Pedro Afonso, na madrugada de 7 de abril deste ano. Após deixarem a agência, os criminosos foram abordados por policiais militares, mas conseguiram fugir a pé, abandonando o veículo utilizado no crime. 

 

Em maio deste ano, um dos autores veio a óbito após confronto com a Polícia Militar. Durante a ação um policial foi alvejado no peito, mas foi protegido pelo colete balístico. O autor dos disparos e mais dois indivíduos haviam sido surpreendidos nas proximidades do rio Araguaia, no município de Caseara, onde estavam em um veículo roubado em outro assalto, a um estabelecimento comercial em Luzimangues, distrito de Porto Nacional. 

 

Os investigados devem responder pelo crime de furto qualificado, cuja pena pode superar 10 anos de reclusão. 

 

O nome da operação faz alusão a animal terrestre de hábitos noturnos, muito ágil e que costuma caçar e se deslocar durante a noite, para se proteger dos predadores de hábitos diurnos.

 

Agência de Pedro Afonso

 

A agência dos Correios de Pedro Afonso, na região central do estado, foi alvo de criminosos na madrugada do dia 7 de abril. A Polícia Militar informou que os homens chegaram por volta das 3h30, cortaram a energia do local e arrombaram uma porta nos fundos da agência. Os criminosos conseguiram entrar no prédio, mas teriam fugido sem levar nada. A Polícia Federal foi chamada e periciou o local.