Palmas, Tocantins -

Política


Eleições de 2022
697 visualizações

Doria vem a Palmas e reforça projeto em prévias do PSDB: “Unir para o crescimento"

O governador de São Paulo, João Doria, disputa as prévias do PSDB para uma possível candidatura em 2022 à Presidência da República
- Atualizada em
Descrição: Coletiva de imprensa ocorreu na tarde deste sábado, 25, em Palmas Victória Milhomem/T1 Notícias

Disputando as prévias do PSDB para uma possível candidatura à Presidência da República em 2022, o governador de São Paulo, João Doria, veio à Capital neste sábado, 25, para se reunir com a executiva do partido no Tocantins, hoje presidido pela prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro.

 

Em coletiva de imprensa, Doria ressaltou que está disputando as prévias com muita humildade e que tem grande respeito pelos outros candidatos, que são o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, o senador pelo Ceará, Tasso Jereissati,  e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio. “As prévias engrandecem, fortalecem, melhoram a condição da elegibilidade”, observou.

 

Questionado se a sua gestão durante a pandemia, especialmente sobre a vacina que se tornou o primeiro imunizante contra Covid-19 a ser aplicado no Brasil, lhe dá vantagem na disputa, João Doria respondeu que sim, mas que não trabalhou para ter uma vacina com esse objetivo eleitoral, e sim para defender vidas, defender a ciência e proteger as pessoas. “Essa foi e continua sendo a nossa prioridade em São Paulo”, pontuou.

 

Doria complementou que esse fator naturalmente é importante, mas que não deseja que as pessoas olhem para o seu nome apenas por essa razão, mas pelo conjunto daquilo que deseja oferecer ao Brasil. “Saúde será nossa prioridade, geração de emprego, a oportunidade para reduzir a pobreza. Hoje 30 milhões de brasileiros sofrem com a circunstância do desemprego ou da miséria, ou dos dois”, ressaltou.

 

O governador colocou a saúde, a geração de emprego e a educação como seus principais objetivos. “A educação também tem que estar no mesmo patamar. Só mudaremos o Brasil se educarmos os brasileiros, os filhos dos brasileiros e, principalmente, das famílias mais vulneráveis”, destacou.

 

Pacificação do Brasil

 

Doria avaliou que o Brasil deve ser pacificado e que o país não pode viver na conflagração de extrema-esquerda e extrema-direita. “Quem está pagando essa conta é o povo brasileiro e o povo mais simples, mais vulnerável. Nós temos que pacificar e deixar de ter um país conflagrado”, comentou.

 

O governador destacou que a melhor forma de vencer uma eleição não é com fake news e nem destruindo reputações ou pessoas, mas sim com uma proposta de governo sensata, equilibrada e amparada naquilo que já se fez. “Esse é o melhor portfólio que eu posso ter como candidato do PSDB, é apresentar o que estamos fazendo em São Paulo. E se em São Paulo está dando certo, pode dar certo também no Brasil”, finalizou.