Palmas, Tocantins -
Caso Plansaúde
741 visualizações

Edson Cabral e Inejaim Brito serão ouvidos na Assembleia Legislativa

A líder do Governo na Casa, a deputada Valderez Castelo Branco (PP) também votou a favor do requerimento. O único parlamentar que foi contrário convocação foi Fabion Gomes (PL).
- Atualizada em
Reprodução/ Agência Tocantins

Na próxima terça-feira, 27, às 9h, o Secretário estadual de Administração, Edson Cabral e o Diretor do Plano de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins (Plansaúde), Ineijaim Jose Brito Siqueira, terão que comparecer à Assembleia Legislativa, para prestar esclarecimentos sobre supostas irregularidades na administração do Plano. 

 

O requerimento que pedia a presença dos dois na Casa foi aprovado pela maioria dos deputados, na manhã desta quinta-feira, 22. O autor do requerimento é o deputado Valdemar Júnior (MDB), que justificou o pedido depois que um polêmico áudio compartilhado via WatsApp circulou na cidade contendo possíveis irregularidades envolvendo o Plansaúde.  

 

A líder do Governo na Casa, a deputada Valderez Castelo Branco (PP) também votou a favor do requerimento do deputado Valdemar Júnior. O único parlamentar que foi contrário a convocação foi Fabion Gomes (PL).

 

Ida de Caludinei Quaresmim é rejeitada

 

Os deputados votaram ainda o requerimento de autoria do deputado Júnior Geo (Pros), que também solicitava a convocação do Secretário Edson Cabral e de Inejaim, porém constava ainda a presença do Secretário Extraordinário de Parcerias Público-Privada, Claudinei Quaresmim. Os deputados questionaram a convoação de Quaresmim e o pedido de Geo foi reprovado.

 

Assim, apenas Edson Cabral e Inejaim serão ouvidos inicialmente na Casa de Leis.