Palmas, Tocantins -
Diário Oficial

Eduardo Gomes fala em atuação discreta na liderança do governo federal no Congresso

Indicação do senador para a liderança do governo foi formalizada ainda nesta quinta-feira, 17, com publicação no Diário Oficial da União
- Atualizada em
Divulgação

A Presidência da República confirmou ainda nesta quinta-feira, 17, a indicação do senador Eduardo Gomes (MDB-TO) para a liderança do governo federal no Congresso Nacional. Um despacho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), publicado no final da tarde o Diário Oficial da União (DOU) formalizou a escolha. A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) deixou a liderança após desgastes na relação com o presidente.

 

Ao Estadão, Gomes, que já era vice-líder do governo no Senado, disse que pretende atuar de maneira "discreta, porque líder tem de trabalhar pela convergência e com foco nas matérias de interesse do governo e do País, então eu fico tranquilo", afirmou. "Vou ser um operário", completou.

 

Nesta sexta-feira, 18, o senador, participou de uma audiência pública em Gurupi, Sul do estado, junto com o governador Mauro Carlesse (DEM), senadora Kátia Abreu (PDT) e do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. O encontro reuniu líderes indígenas e políticos para falar sobre a construção da BR-242, a Transbananal.

 

Joice deixou a liderança por que teria negado apoio para que Eduardo Bolsonaro, filho do presiente, ocupasse a liderança do governo da Câmara dos Deputados. A deputada assinou a lista de apoio à permanência de Delegado Waldir (GO).