Palmas, Tocantins -

Política


Bico do Papagaio
533 visualizações

Maior colégio eleitoral da região, Araguatins tem cinco candidatos a prefeito

Os candidatos a prefeito no município poderão gastar até R$406.730,57 cada um, de acordo com Tribunal Superior Eleitoral (TSE)
- Atualizada em
Reprodução

Maior colégio eleitoral da região do Bico do Papagaio, Araguatins tem cinco candidatos que vão disputar as eleições para prefeito do município neste ano:  o atual gestor Cláudio Santana (MDB), Ronaldinho do PT, o ex-deputado Rocha Miranda (PTB), Aquiles da Areia (PSD) e Ian Cavalcante (PL).

 

Cláudio fechou acordo com o SD, que indicou Edgar Tolentino como vice na chapa; o ex-deputado Rocha Miranda tem como companheiro de chapa Lindomar Madalena (DEM); Aquiles da Areia (PP) fez aliança com o PSD, que indicou Elizabeth Rocha como sua vice. O PT e o PL vão para a disputa sem coligação. O vice de Ronaldinho (PT) é Aparecido da Belina e a de Ian é Milton Jonathan.

 

De acordo com os dados, Araguatins tem atualmente 20.548 eleitores. Na eleição municipal de 2016, que elegeu o atual prefeito Cláudio Santana (MDB) e vereadores, eram 21.155. O município perdeu 607 eleitores. Araguatins diminuiu 2,86% de seus votantes se comparado a 2016, mas continua sendo o maior colégio eleitoral da região.

 

Limites de gastos definidos

 

Os candidatos a prefeito de Araguatins poderão gastar até R$ 406.730,57 cada um, de acordo com Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo a Lei das Eleições (artigo 18-C), o limite de gastos das campanhas dos candidatos deve equivaler ao limite para os respectivos cargos nas eleições de 2016, atualizado pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), apurado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ou por índice que o substitua.

 

Para as eleições deste ano, a atualização dos limites máximos de gastos atingiu 13,9%, que corresponde ao IPCA acumulado de junho de 2016 (4.692) a junho de 2020 (5.345). Quem desrespeitar os limites de gastos fixados para cada campanha pagará multa no valor equivalente a 100% da quantia que ultrapassar o teto fixado, sem prejuízo da apuração da prática de eventual abuso do poder econômico.