Palmas, Tocantins -

Política


Hospital Geral de Araguaína
148 visualizações

Por emenda coletiva, deputados destinam ações do Estado na Energisa para o novo HGA

Quando pronta, unidade hospitalar será responsável final pela assistência e cuidado para mais de 700 mil pessoas da região norte do Estado
- Atualizada em
Divulgação

O novo Hospital Regional de Araguaína (HRA) recebeu emenda parlamentar coletiva, aprovada na quarta-feira, 24, que autoriza o Governo do Estado a usar 30% do valor arrecadado com a privatização da companhia de energia Lajeado S.A (Energisa) para a realização da obra.


 

Com a aprovação do Projeto de Lei (que autoriza a privatização), que segue para sanção do governador Mauro Carlesse, o Governo do Estado que possui 23% de participação na empresa, deve arrecadar cerca de R$ 600 milhões e que torna possível a concretização da obra da unidade hospitalar.


 

A emenda que autoriza a utilização de parte do recurso no HGA foi assinada pelos deputados Elenil da Penha, Issam Saado, Jorge Frederico, Olyntho Neto e Valderez Castelo Branco.


 

“Ao ser finalizado, o HGA será a maior e mais importante unidade hospitalar pública da região macro norte do Tocantins, responsável final pela assistência e cuidado para mais de 700 mil pessoas dessa região, metade da população do nosso Estado”, destacou o Colegiado Executivo do HRA.


 

“Tornamos público nosso agradecimento aos deputados  representantes da bancada de Araguaína pelo compromisso, seriedade e atuações coordenadas concretas no parlamento, com o objetivo de materializar o tão sonhado e desejado Hospital Geral de Araguaína” acrescentou o colegiado. 


 

HGA


 

Com pedra fundamental lançada em 2011, o Hospital Geral de Araguaína foi orçado em R$ 160 milhões. Quando pronta, a unidade contará com 400 leitos, mais 60 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 12 salas cirúrgicas, além de Pronto Socorro para atendimento diário de mais de 150 pessoas, setores de oncologia, de diálise, laboratórios e toda a área administrativa.