TRE julga nesta terça-feira, 21, processo sobre cassação do mandato de Josi em Gurupi

Sessão deve ocorrer às 17 horas

Foto: Lino Vargas/Arquivo Secom
Descrição: Foto: Lino Vargas/Arquivo Secom

Nesta terça-feira, 21, às 17 horas, é aguardado o julgamento no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-TO) do processo sobre a cassação dos diplomas da prefeita de Gurupi, Josi Nunes, e do vice-prefeito, Gleydson Nato.

 

A Ação de Investigação Eleitoral (Aije) foi ajuizada por Gutierrez Torquato, candidato de oposição ao cargo de prefeito nas eleições 2020, com a finalidade de apurar abuso de poder político e econômico, e uso indevido dos meios de comunicação.

 

“Tenho a convicção de que nada fiz de errado no processo eleitoral e o motivo que está levando este processo são as cestas básicas e não tive acesso a nenhuma destas cestas básicas e era um programa do Governo do Estado, como também foi das Prefeituras Municipais e todas distribuíram cestas básicas para entidades e não passou por nós. Então, o Governo do Estado tinha um projeto importantes como aconteceu em todo Brasil e estou tranquila neste sentido que estou com a consciência tranquila de que não fiz nenhum ato que pudesse envergonhar a nossa cidade ou que pudesse dar motivos para este processo”, declarou Josi Nunes, em entrevista ao Portal Atitude Tocantins, durante o lançamento do pacote de obras no município nesta segunda-feira, 20. 

 

Entenda o caso

 

Em dezembro de 2021, o juiz da 2ª Zona Eleitoral de Gurupi se manifestou pela cassação dos diplomas de Josi e Gleydson Nato, e ainda declarou a ineligibilidade dos dois e do ex-governador Mauro Carlesse, pelo prazo de oito anos.

 

O grupo recorreu e agora aguarda julgamento da Corte Eleitoral.

Comentários (0)