Palmas, Tocantins -

Juventude & Oportunidade

Ver comentários
Lucas Meira

Lucas Meira


LMeira.LM @lucasmeiralm
Colunista do editorial Juventude & Oportunidade

Opinião

Religiosidade e espiritualidade

A religiosidade, por exemplo, pode ser vista como a porta de entrada para aqueles e aquelas que buscam a espiritualização. Sua ligação com Deus, seja de qual forma for
- Atualizada em

Nossos corações andam confusos. No dia a dia há dezenas de manifestações de como poderíamos ser melhores se agíssemos desse jeito ou daquele outro jeito... Ouvimos menções a todo o momento da existência de um mundo extrafísico que, de certa maneira, possui regras e uma vida que influenciam nossas existências “aqui embaixo”.

 

São assim as crenças. Elas constituem culturas e modos de vida diversos por todo o mundo. E se tivermos crenças, é certo que todas essas influências estarão no nosso caminho. Quando cremos, tomamos como verdadeiro aquilo que nos foi ensinado, e num sentido mais amplo, o verbo que se faz presente é o ACREDITAR.

 

É nesse sentido que algumas definições sobre o que seria religiosidade e espiritualidade nos são dadas. 

 

A religiosidade, por exemplo, pode ser vista como a porta de entrada para aqueles e aquelas que buscam a espiritualização. Sua ligação com Deus, seja de qual forma for, budista, espírita, católica, evangélica, etc., geralmente dá-se pela entrada ou estada em alguma religião, que irá definir o método e os dogmas com os quais você irá crer e depositar sua fé. 

 

No entanto, a prática da religião nos mantém de fato próximos a um sentido de espiritualização profunda?

 

É corrente o uso da religião como pretexto para impor a outras pessoas um comportamento baseado no nosso modelo de fé. É nesse momento que as pessoas aplicam muito mais sua religiosidade do que uma espiritualidade. Conforme alguns de nossos ancestrais dizem, a espiritualidade diz respeito a seu relacionamento com o mundo, com a natureza, com a forma como você percebe seu porteiro, como trata sua mãe, como você julga a vida do seu vizinho ou como você se percebe.

 

Espiritualizar-se significa estar em consonância com o amor – um sentimento supremo que nos liga com o amor por nós mesmos e com o amor pelos outros, e não só àqueles que resumem a nossa família. O amor é a manifestação da paciência e do respeito ao nível máximo, e é ele quem pode nos oferecer uma liberdade frente ao que queremos para o outro. 

 

Então lembrem-se: O amor terá ainda de tomar por inteiro para que seu fundamento religioso não seja apenas um fundamento. O amor então volta-se como prática diária, enquanto devoção cotidiana, caracterizando verdadeiramente aquilo que chamamos de espiritual.

 

Juventude & Oportunidade
Em Palmas

Fenepalmas