Palmas, Tocantins -

Meio Ambiente


Estiagem
1.764 visualizações

Mais de 400 “barraginhas” devem ser construídas em Paranã e Conceição

A informação é do coordenador de Meio Ambiente do Ruraltins, Aníbal Pereira Roque, que informou que o projeto deve amenizar a falta de água na região durante o período de estiagem.
- Atualizada em
Descrição: Barraginhas devem ser construídas até ano que vem web

Conceição do Tocantins, 480 barraginhas. O projeto do Ruraltins e da Secretaria de Meio Ambiente- Semades visa amenizar a falta de água na região durante o período de estiagem, revitalizar as nascentes e melhorar a vida do produtor.

 

Ao Portal T1 Notícias, o coordenador de Meio Ambiente do Ruraltins, Aníbal Pereira Roque, explicou como a construção destas barragens podem revitalizar as nascentes dos rios. “Estas barraginhas servem principalmente para a contenção das águas durante o período das chuvas, com isto o lençol freático é abastecido e as nascentes permanentes podem ser revitalizadas. Outro objetivo é amenizar a estiagem, propiciar plantios de lavouras, hortas, pomares que possibilitam a produção de alimentos para o consumo humano e animal, além da geração de excedentes”, informou.

 

Trabalhos

Segundo Roque, os trabalhos de construção devem ser iniciados em dezembro. “As máquinas já foram licitadas e daqui a 15 dias estaremos nos municípios realizando treinamento com as equipes e seleção das comunidades Quilombolas que serão contempladas”, disse.

 

O coordenador explicou também que o curso também vai abordar a manutenção e importância das barraginhas. “Iremos distribuir cartilhas e fazer uma palestra a comunidade sobre as vantagens desta construção. Uma delas é o baixo custo e a rapidez na execução deste trabalho, pois gasta-se no máximo duas horas para a realização”, destacou.

 

Famílias atendidas

“Diretamente 480 famílias serão atendidas e indiretamente este atendimento pode chegar até mil pessoas, pois as comunidades vizinhas podem utilizar esta água, para das de beber ao gado, ou realizar as suas plantações que podem ajudar na subsistência”, concluiu.