Palmas, Tocantins -

Meio Ambiente


Natureza
834 visualizações

Mais de 9 mil mudas já foram produzidas no Projeto de Revitalização de Ipucas

Ao todo devem ser produzidas 10 mil mudas de espécies nativas do Cerrado e o investimento total do projeto é de R$ 300.517,00 e tem conclusão prevista para 15 de dezembro de 2013.
- Atualizada em

 

Mirindiba, Angelim e Jatobá da Mata. Estas são algumas das espécies nativas do Cerrado que estão sendo produzidas em viveiro para serem replantadas por meio do Projeto de Revitalização de Ipucas na Planície do Araguaia, Estado do Tocantins.

Ao todo devem ser produzidas 10 mil mudas de espécies nativas do Cerrado. Desse total, 90% já estão prontas para plantio. O viveiro fica na Fazenda dois Rios, no município de Lagoa da Confusão, a 220 quilômetros da Capital.

Segundo o secretário da Semades, Alan Barbiero o cultivo de mudas já superou as metas. “As Ipucas por pressão da própria agricultura vão diminuindo, porém, possuem uma diversidade muito grande e o Governo busca recuperar essa vegetação que tem um papel importante no equilíbrio do escossistema”, acrescenta.

Questionado sobre a distribuição das mudas e o plantio dessas, o secretário adianta que essas devem ser repassadas aos proprietários rurais da região da Bacia do Rio Formoso, atendendo áreas de Ipucas nos municípios de Formoso do Araguaia e Lagoa da Confusão. “O mapeamento dos locais onde ocorrerá a distribuição e o plantio das mudas está sendo realizado pela equipe técnica da Semades”, acrescenta Barbiero.

O projeto é desenvolvido através da Semades – Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável em parceria com o Naturatins – Instituto Natureza do Tocantins, a partir do Programa de Recuperação e Preservação das Bacias do Tocantins-Araguaia. O público-alvo são produtores rurais e a população das regiões a serem beneficiadas. O investimento total do projeto é de R$ 300.517,00 e tem conclusão prevista para 15 de dezembro de 2013.

Parceiros

São parceiros do projeto o Instituto Natureza do Tocantins – Naturatins, Fazenda Dois Rios, Comitê de Bacia do Rio Formoso, Sindicato Rural de Lagoa da Confusão, Faculdade Antônio Propício Aguiar Franco – Fapaf, Prefeitura Municipal de Lagoa da Confusão e Prefeitura Municipal de Formoso do Araguaia.

Sobre as Ipucas

De acordo com a Portaria Naturatins nº. 483, de 04 de abril de 2008, as Ipucas são fragmentos florestais naturais, sazonalmente alagadas, inseridas nas fitofisionomias vegetais de campos limpos ou várzeas do Bioma Cerrado, e, pelas suas peculiaridades de alagamento natural são impróprias para o cultivo de lavouras irrigadas pelo método de inundação ou subirrigação, método este amplamente utilizado nas várzeas da bacia hidrográfica do Rio Araguaia e seus efluentes tributários. No Tocantins, estão localizadas nas várzeas do vale do Rio Araguaia e seus afluentes tributários, próximo aos municípios de Pium, Lago da Confusão e Formoso do Araguaia.

(Secom/Com informações da Semades)