Palmas, Tocantins -

Meio Ambiente


Projeto no IFTO
624 visualizações

Pesquisa realizada no Campus do IFTO busca alternativas para reciclagem

O trabalho de pesquisa terá duração de um ano e seus resultados poderão contribuir significativamente com a preservação ambiental na Capital e região.
- Atualizada em

Com a meta de buscar alternativas para o problema dos resíduos sólidos, descartados em construções e demolições, diminuindo assim o impacto ambiental causado pelos mesmos, um grupo formado por cinco professores e oito estudantes da área de Construção Civil do Campus Palmas, do Instituto Federal do Tocantins, desenvolve o projeto: “Construção verde: uso de compósitos cimentícios com agregados reciclados na produção de argamassa de revestimento em Palmas”.

O trabalho de pesquisa terá duração de um ano e seus resultados poderão contribuir significativamente com a preservação ambiental na Capital e região, já que por meio da redução da quantidade de resíduos sólidos descartados há também a diminuição da poluição e de ocupação de áreas de aterro. Em Palmas, de acordo com informações da Secretaria de Habitação, aproximadamente 150 metros cúbicos de resíduos sólidos são recolhidos por mês das obras que atualmente estão em construção.


O Projeto

O projeto é divido em quatro linhas de pesquisa, sendo elas: (I) a utilização de blocos de concreto descartados; (II) a utilização de blocos cerâmicos descartados; (III) a utilização de porções de argamassa endurecidas descartadas em obras e a (IV utilização de lodo proveniente de Estação de Tratamento de Água (ETA).

Durante o estudo, os blocos de concreto e cerâmicos serão moídos e incorporados, em parte, à mistura da argamassa que é utilizada em grande escala para reboco de paredes. As porções de argamassa endurecida também passarão por processamento e serão incorporadas, em parte, à argamassa. Já o lodo de ETA será carbonizado em alta temperatura e também será incorporado, em parte, à mistura da argamassa.

Por meio de medições contínuas e experimentos em laboratório os professores e estudantes buscarão verificar se as argamassas produzidas com agregados reciclados terão trabalhabilidade e resistência viáveis para sua utilização no mercado de construção civil. A expectativa é que ao final do trabalho de pesquisa, os apontamentos permitam a formulação de um produto (argamassa reciclada), que possa ser utilizado em construções diversas.

 

Formando cidadãos


 
Segundo o professor que coordena o projeto, Flávio Roldão, o estudo, além de ter uma grande importância na formação profissional dos estudantes, também colabora com a formação social dos mesmos. “Por meio deste projeto os estudantes desenvolvem suas habilidades técnicas, afetivas e sociais. Há uma interação e também o ganho de maturidade social, que vão permitir uma formação profissional de alta qualidade”, explica o professor doutor da área de Construção Civil.

Roldão lembra também que o desenvolvimento de estudos como este permite ainda a inclusão do estudante no universo da pesquisa, inovação e desenvolvimento tecnológico. Além do orientador, também participam do projeto como professores orientadores os doutores: Moacyr Salles Neto e Edvaldo Vieira Pacheco Sant’Ana, e os mestres: Adriano dos Guimarães de Carvalho e Thiago Dias de Araújo e Silva.

 

Fases


O trabalho, que é realizado por meio do Programa de Iniciação Científica do IFTO, está na fase de aproximação temática, na qual os estudantes realizam um levantamento de bibliografias sobre o tema, que irão orientar os experimentos laboratoriais.

Em setembro, os estudantes iniciarão a fase de redução dos resíduos sólidos oriundos de construções e demolições, que serão aplicados na pesquisa. Ao final do projeto, será formulado um artigo, que vai destacar todo aprendizado obtido nas diversas fases do estudo, assim como seus resultados.

Notícias sobre:

ifto palmas tocantins