Palmas, Tocantins -

Meio Ambiente


saneamento até 2017
620 visualizações

Saneatins tem aprovado financiamento para garantir universalização dos serviço

Com recursos próprios e com financiamentos da Caixa Econômica Federal e, empresa aplicará cerca de R$ 700 milhões em obras nos municípios em que atua.
- Atualizada em

A Caixa Econômica Federal aprovou para a Saneatins, responsável pelos serviços de água e esgoto de 47 cidades do estado, uma linha de financiamento no valor de R$ 588 milhões, provenientes do Programa Saneamento para Todos. Os recursos serão repassados à companhia em etapas, entre 2013 e 2016, com o enquadramento dos contratos realizado pela Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades. Os aportes serão destinados aos 12 municípios tocantinenses com maior população: Palmas, Araguaína, Gurupi, Porto Nacional, Paraíso do Tocantins, Guaraí, Colinas do Tocantins, Miracema, Dianópolis, Tocantinópolis, Taguatinga e Xambioá.

 

Além das cidades que receberão investimentos com recursos financiados pela Caixa, os outros 35 municípios atendidos, que correspondem a 30% da cobertura da Saneatins, também receberão, ao longo destes cinco anos, investimentos com recursos da própria companhia, da ordem de R$ 114 milhões. Assim como nas localidades beneficiadas com o financiamento da Caixa, esses recursos serão aplicados em melhorias e expansão das redes de tratamento e abastecimento de água e, principalmente, nos sistemas de coleta e tratamento de esgoto. O investimento, utilizando recursos próprios e a linha de financiamento, totaliza cerca de R$ 700 milhões, assegurando o cumprimento da meta de universalizar o saneamento básico até 2017. Serão beneficiados diretamente mais de 900 mil cidadãos tocantinenses.

 

O Governador do Tocantins, José Wilson Siqueira Campos, destaca que esse é o maior aporte em saneamento realizado na história do Estado e representa uma grande conquista dentro do modelo de complementariedade entre público e privado, instituído pelo governo para o setor. “De um lado temos a ATS com projetos captando recursos da Funasa e do Ministério das Cidades. Do outro a Saneatins, viabilizando financiamentos com a Caixa e com investimentos diretos. Esse é um conceito único no país e que vai fazer do Tocantins o primeiro estado com serviços universalizados de água e esgoto, preservando o meio ambiente e garantindo uma condição diferenciada de saúde e qualidade de vida para as pessoas que aqui vivem”, afirma.

 

Os investimentos refletem a nova fase da Saneatins, iniciada há um ano, quando a companhia passou para o controle da Foz do Brasil, empresa de soluções ambientais da Organização Odebrecht. Desde então, além do levantamento dos recursos necessários para a universalização prevista em seu plano de metas, a empresa já acumula bons resultados operacionais. “Dentre as várias ações visando a ampliação e a qualificação contínua dos serviços, destacamos o início do Programa de Redução de Perdas da água tratada e o Programa de Saúde e Segurança, que já alcançou uma redução de 25% dos acidentes de trabalho”, afirma Mario Amaro, diretor-presidente da Saneatins. “Agora, assegurados os recursos necessários a partir dos contratos com a Caixa, teremos como foco a intensificação das obras nos 47 municípios do estado visando, prioritariamente, a expansão da rede de coleta e tratamento de esgoto, já que 97% da população urbana do Estado já contam com água tratada”, acrescenta.

 

 

Palmas e Araguaína

Juntamente com a aprovação da linha de financiamento, serão assinados até janeiro os dois primeiros contratos com a Caixa para atender as duas maiores cidades do Tocantins, Palmas e Araguaína.

 

A capital do Estado receberá aproximadamente R$ 240 milhões. Deste total, R$ 142 milhões serão investidos na construção de estações elevatórias e de novas Estações de Tratamento de Esgoto (ETE), além da expansão das ETEs já existentes e na implantação de coletores tronco e redes coletoras. Já o sistema de água receberá aproximadamente R$ 98 milhões do total dos investimentos direcionados à Palmas, o que permitirá a expansão da rede de abastecimento, além de melhorias na estrutura já existente, garantindo o fornecimento de água tratada para a totalidade do Município.

 

Já em Araguaína, para a qual serão destinados R$ 114 milhões, mais de R$ 91 milhões serão investidos na implantação de coletores tronco e de redes coletoras, e na construção e expansão de estações elevatórias e de Estações de Tratamento de Esgoto (ETE). Quanto ao sistema de tratamento e fornecimento de água, que receberá investimentos na ordem de R$ 23 milhões, a estrutura existente passará por melhorias, além da expansão da rede e de sua capacidade.

 

Ainda no primeiro trimestre de 2013 deverão ser formalizados os contratos com as outras 10 cidades, que juntas com Palmas e Araguaína correspondem a 80% da população atendida pela Saneatins. As obras dos sistemas de água e esgotos terão início em janeiro de 2013 e serão concluídas em quatro anos.

 

Sobre a Saneatins

Criada em 1989, a Companhia de Saneamento do Tocantins trabalha para prover soluções ambientais que gerem melhoria na qualidade de vida da população, aliando capacidade de gestão, investimento e tecnologia. Desde janeiro de 2012, tendo como controladora a Foz do Brasil (empresa de soluções ambientais da Organização Odebrecht), a Saneatins assumiu o desafio de universalizar os serviços de água e esgoto nos 47 municípios atendidos pela companhia no Tocantins e que agregam cercar 80% da população do Estado. Para alcançar a meta até 2017, está em andamento um programa de investimentos de R$ 700 milhões.
http://www.saneatins.com.br

 

 

Sobre a Foz do Brasil

A Foz do Brasil, empresa de soluções ambientais da Organização Odebrecht, investe e opera projetos ambientais com foco em três segmentos: Água e Esgoto – parcerias e concessões públicas de saneamento básico; Operações Industriais – terceirização de Centrais de Utilidades; e Resíduos – diagnóstico e remediação de áreas contaminadas, monitoramento de águas superficiais e subterrâneas e valorização energética dos resíduos sólidos urbanos. Presente em 150 cidades, de 18 estados do País, a Foz do Brasil já direcionou mais de R$ 10,5 bilhões de investimentos no seu portfólio desde a sua criação, em 2008. A empresa, com participação acionária do FI FGTS (26,53%) e mais de 3 mil funcionários diretos, detém ativos de Água e Esgoto que garantem a melhoria da qualidade de vida de mais de 8,3 milhões de pessoas em diversos estados do País. Mais informações www.fozdobrasil.com.br