Palmas, Tocantins -

Minha Opinião

Roberta Tum

Roberta Tum

roberta.tum.9 @robertatum

Colunista do Editorial Minha Opinião


Xambioá
764 visualizações

MPF colabora na investigação do "caso Izabel"

A Procuradoria da República no Tocantins esteve presente na investigação do "caso Izabel", Bruno Baeza, servidor da pasta, esteve no município de Xambioá para colaborar na investigação. A viagem de Bruno foi determinada pela procuradora regional dos ...
- Atualizada em

Entre os dias 24 e 28 de novembro, o servidor da Procuradoria da República no Tocantins Bruno Baeza esteve no município de Xambioá para colaborar na investigação do "caso Izabel". A viagem de Bruno foi determinada pela procuradora regional dos Direitos do Cidadão, Ludmila Ribeiro. "Esta atuação é importante, porque além de contribuir para a conclusão do caso, mostra a presença do Ministério Público em um caso polêmico de ofensa aos direitos humanos. Familiares de Izael e a própria sociedade de Xambioá se mostrando satisfeitos com a nossa presença", disse o técnico administrativo.

A atuação de Bruno em Xambioá refere-se à elaboração de um relatório que será enviado à Superintendência da Polícia Federal solicitando apoio técnico e humano no caso. Se ainda não houver solução após o apoio especializado da Polícia Federal, haverá um incidente de deslocamento de competência para a Justiça Federal.

Segundo Bruno, o promotor de Justiça Francisco José Pinheiro Brandes Júnior mostrou-se receptivo à iniciativa e manifestou interesse em que a Polícia Federal contribua na investigação do assassinato de Isabel, assim como uma possível atuação conjunta entre Ministério Público Federal e Ministério Público do Estado do Tocantins para uma efetiva resposta à sociedade local.

Caso Isabel

A dona de casa Izabel Barbosa Pereira foi assassinada em 28 de junho de 2008 em Xambioá, quando voltava de uma festa. O corpo foi encontrado em uma área residencial no centro da cidade. Ela era esposa do agricultor Sérgio Mendes da Silva, que durante a campanha eleitoral de 2008 recebeu a doação de um pulverizador agrícola em troca de voto. O caso denunciado pelo Ministério Público Eleitoral culminou na cassação por captação ilícita de sufrágio do mandato do prefeito eleito em Xambioá, Richard Santiago Pereira (PMDB), autor da doação. (com informações da assessoria do MPF/TO)