Palmas, Tocantins -

Minha Opinião

Roberta Tum

Roberta Tum

roberta.tum.9 @robertatum

Colunista do Editorial Minha Opinião


Mudanças no governo
677 visualizações

Nilmar discute com Gaguim sucessor de Nina na Unitins

A deputada federal Nilmar Ruiz (PR) que tem a cota de indicação na Unitins, já estuda quem vai indicar para ocupar a reitoria da instituição. A deputada discute com o governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) quem será o sucessor de Osmar Nina que ped...
- Atualizada em

A deputada Nilmar Ruiz (PR) revelou ao Site Roberta Tum que decide nesta segunda, 30, com o governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) o sucessor de Osmar Nina à frente da Fundação Universidade do Tocantins. “Tenho dois nomes em vista, mas quero levar essa discussão para o governador”, disse Nilmar que descartou a possibilidade de assumir a reitoria da instituição.Interinamente, o professor Lívio William Reis de Carvalho assumiu interinamente a reitoria da instituição.

Para decidir quem vai ocupar o cargo, Nilmar avalia dois critérios. Um deles é a experiência acadêmica, motivo pela qual ela não quis assumir o cargo. “Para estar à frente da instituição e preciso saber administrar a situação que a Unitins se encontra, lidar com a questão acadêmica, saber se relacionar com o Ministério da Educação e com as Procuradorias”, argumenta.

Outro ponto que Nilmar disse estar levando em conta para a decisão é o conhecimento da instituição, por isso, a deputada pode optar por indicar algum funcionário de carreira. “É imprescindível o conhecimento da instituição, da história e das alternativas que podem ser tomadas em defesa da instituição”, disse. Nilmar destinou R$ 50 milhões para a instituição nas suas emendas parlamentares.

SOS Unitins

A instituição passa por um momento crítico devido ao descredenciamento junto ao Ministério da Educação que impede que a abertura de novos cursos. Uma comissão formada por integrantes do governo, professores, alunos e deputados estaduais estudam as possibilidades para reverter a situação da Universidade.O maior impasse é com relação à mudança da natureza jurídica. A luta do Movimento Pró-Unitins é para que a Universidade seja pública e autônoma e para isso é preciso que o Estado reserve recursos na Lei Orçamentária para o próximo ano.