Palmas, Tocantins -

Plantão de Polícia

Ver comentários
Lago da Confusão
1.588 visualizações

Delegado evita homicídio e na delegacia descobre que vítima era foragida da polícia

- Atualizada em
Vítima de tentativa de homicídio é presa enquanto prestava depoimento Divulgação

Uma ação inusitada ocorrida na noite desta segunda-feira,8, em Lagoa da Confusão, resultou na prisão de duas pessoas.  Ao observar dois homens brigando, um delegado da Polícia Civil, com o apoio de demais agentes e suporte da Polícia Militar, conseguiu prender o suposto autor de uma tentativa de homicídio com arma branca. Ao chegar na delegacia, a vítima, identificada como V. G. S, de 33 anos, também conhecido como “Bufão”, possuía passagem pela polícia por furto e era foragida da polícia.

 

Segundo o delegado Hismael Tranqueira, responsável pelas prisões, ele trafegava por uma avenida do município de Lagoa da Confusão, quando visualizou dois homens correndo, sendo que o que estava atrás proferia palavras de ameaças de morte contra o primeiro. “Ao acompanhar aquele incidente, percebi que a suposta vítima possuía a camiseta manchada de sangue e o autor se encontrava de posse de uma arma branca análoga à uma faca”, afirmou.

 

De acordo com o delegado, após se identificar como autoridade policial, indicou para que o autor deitasse no chão, momento em que ele soltou a arma branca no chão. “Solicitamos reforço policial e levamos autor e vítima para a delegacia para o registro do Boletim de Ocorrência (B.O.). Lá, o autor teria informado que era parente da vítima e o desentendimento iniciou por causa de um suposto roubo de equipamentos sonoros de sua propriedade, cometido pela vítima" disse.

 

Ao regdistrar o B.O., o delegado identificou que a vítima possuía mandado aberto em Colméia, na região Centro-Norte do Estado, por furto. 

 

Ainda de acordo com o delegado, o autor A. O. L, de 19 anos também possui passagem pela polícia por receptação e vai responder por tentativa de homicídio qualificado. Ele foi levado para a cadeia pública de Cristalândia

 

Após consulta na unidade hospitalar daquele município, a vítima foi encaminhada ao Hospital Regional de Paraíso e ficará sob escolta policial até receber alta. Depois será mandado para prisão.