Palmas, Tocantins -

Plantão de Polícia


Mudança
6.599 visualizações

Delegado que investigou grupo de extermínio de Gurupi é exonerado

José Rerisson deixa a Chefia de Policiamento do Interior e afirma que sua saída não tem relação com as investigações.“Estou pronto para cumprir qualquer outra missão que a mim for confiada”, afirmou.
- Atualizada em

O delegado José Rérisson Macedo, um dos responsáveis pelas investigações da existência de  um grupo de extermínio em Gurupi, foi exonerado da Chefia de Polícia do Interior. A exoneração está no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira, 27.

 

As investigações tiveram grande repercussão porque os denunciados são seis policiais militares da cidade que estão presos preventivamente até o julgamento dos crimes. Durante as investigações houve diversos descontentamentos do Comando da Polícia Militar em relação ao vazamento de detalhes antes do término das investigações e foram motivos de reunião do Comando da PM com a Secretaria da Segurança Pública.

 

José Rérisson afirmou ao Portal T1 Notícias que não relaciona sua exoneração às investigações feitas em Gurupi. “Eu e outros dois colegas cumprimos uma missão dada pelo secretário de Segurança Pública, que pediu para que investigássemos e buscássemos a verdade”, afirmou o delegado.

 

O delegado credita sua saída da chefia do policiamento se deve a adequações que estão sendo feitas pelo governo do Estado. “O cargo é do governador, a quem devo obediência e tenho um grande respeito, tanto ao governador Siqueira Campos, quanto ao secretário Eduardo Siqueira. Estou pronto para cumprir qualquer outra missão que a mim seja confiada”, afirmou.

 

Em relação às investigações de Gurupi, José Rérisson afirmou que tem grande respeito pela Polícia Militar, com quem se relaciona muito bem. “Mas quem comete um crime tem que responder por ele, não interessa em qual instituição esteja. Nem a Polícia Militar, nem a Polícia Civil compactua com crimes. Estou com minha consciência tranquila em relação ao meu trabalho”, afirmou.

 

José Rérisson afirmou que aguarda sua designação para outra função e agradeceu o apoio que recebeu durante o tempo que permaneceu na função.

 

O T1 Notícias aguarda um posicionamento da Secretaria da Segurança Pública a respeito da exoneração.