Palmas, Tocantins -

Plantão de Polícia

Ver comentários
Escapou pela janela

Detento que havia fugido do Hospital Regional de Araguaína é recapturado

Ele foi levado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil e transferido novamente para a unidade hospitalar, onde passa por cuidados médicos.
- Atualizada em
Ismael Alves da Silva, 25 anos Reprodução

A Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio do Sistema Penitenciário e Prisional do Tocantins (Sispen/TO), informou que o detento Ismael Alves da Silva, 25 anos, que havia fugido do Hospital Regional de Araguaína (HRA), foi recapturado por volta das 20h desta segunda-feira, 02, na rua 07 do bairro São João, em Araguaína-TO. Ele foi levado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil e transferido novamente para a unidade hospitalar, onde passa por cuidados médicos.

 

Ismael Alves estava em tratamento de saúde no Hospital Regional de Araguaína (HRA) após ter sido alvejado durante tentativa de assalto, circunstância essa que o levou a ser preso, dando entrada na Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA) no dia 07 de agosto de 2019. Em seguida o reeducando foi encaminhado para o hospital para que pudesse receber tratamento médico.

 

Atualmente, o interno estava sob os cuidados do serviço da ortopedia (fratura de fêmur) e acompanhado de escolta. No entanto, no início da tarde desta segunda-feira, 02, o reeducando pediu permissão para ir ao banheiro e evadiu por uma janela do hospital.

 

A recaptura aconteceu via denúncia feita à equipe de inteligência do Sispen/TO por um transeunte que não se identificou. A Polícia Militar (PM) e a Polícia Civil (PC) também se mobilizaram em favor da recaptura.

 


A Seciju disse, em nota, que adota protocolos para escolta de reeducandos que são submetidos ao atendimento hospitalar, sendo o Agente de Execução Penal responsável pela realização da escolta. O servidor deve trajar uniforme oficial e respeitar as normas da administração da unidade hospitalar, sem prejudicar a segurança do local. O agente também deve manter o indivíduo privado de liberdade no seu campo de visão sem afastar-se do posto de trabalho sem prévia notificação, além disso, o reeducando sob vigilância deve permanecer algemado.

 

A pasta irá instaurar um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar as circunstâncias e responsabilidades do ocorrido.

 

 

 

 

 

Notícias sobre:

araguaína seciju sispen hospital fuga