Palmas, Tocantins -

Plantão de Polícia


Em Guaraí
117 visualizações

Operação da Polícia Civil fecha ponto de venda de drogas e prende traficante

Mulher de 25 anos utilizava a própria residência como ponto de venda de drogas em Guaraí.
- Atualizada em
Descrição: Dinheiro, arma de fogo e drogas apreendidos pela Polícia Civil em Guaraí. Divulgação/5ª DEIC Guaraí

A Polícia Civil do Estado do Tocantins, por intermédio da 5ª Divisão de Combate ao Crime Organizado (5ª DEIC), de Guaraí, deflagrou, na manhã desta sexta-feira, 28, mais uma operação de combate à criminalidade que resultou na desarticulação de um ponto de venda de drogas e na prisão em flagrante de uma mulher de 25 anos de idade naquele município.

 

Conforme o delegado-chefe da 5ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (DEIC de Guaraí), Adriano Carrasco, a mulher já estava sendo investigada há algumas semanas por suposto envolvimento com o tráfico de substâncias entorpecentes na cidade. “No decorrer das investigações, reunimos indícios de que a mulher estaria praticando crimes e usando sua própria casa para vender drogas. Desse modo, representamos junto ao Poder Judiciário por um mandado de busca e apreensão no imóvel da investigada”, explicou o Delegado.

 

De posse da ordem judicial, os policiais civis da 5ª DEIC de Guaraí foram até a casa da mulher e, após buscas realizadas no local, localizaram e apreenderam porções de cocaína; um revólver calibre 32 municiado e a quantia de R$ 5 mil em espécie proveniente do tráfico de drogas. Diante dos fatos, a mulher foi conduzida até a sede da Divisão Especializada, onde foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo de uso permitido.

 

As investigações da Polícia Civil apontaram ainda que, além de utilizar a própria casa para vende drogas, a mulher também comercializava entorpecentes na frente de uma creche localizada nas proximidades de sua residência. Após a realização das providências legais cabíveis, a investigada foi recolhida à Cadeia Feminina de Pedro Afonso, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.