Palmas, Tocantins -

Plantão de Polícia

Ver comentários
Máfia do carro clonado

Pick-up e caminhonete roubadas e clonadas em Palmas e em Mateiros são apreendidas

Após a realização de perícia preliminar, foi constatado que os dois veículos são objeto de roubos e são considerados, pela Polícia Civil, como carros dublês ou clonados
- Atualizada em
Veículos serão devolvidos aos donos Foto: Divulgação/SSP

Duas ações de combate à máfia do carro clonado resultaram na apreensão de veículos roubados e clonados em Palmas e no município de Mateiros, no Jalapão. As apreensões ocorreram nesta quinta-feira, 18, por policiais civis da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (Derfrva). Em Mateiros os policiais apreenderam uma caminhonete GM S10, de cor preta, ano 2014, com Anderson C. D. M., de 29 anos e em Palmas, outros agentes localizaram e apreenderam, na quadra 1004 Sul, uma pick-up Fiat Strada Adventure, ano 2013, que era conduzida por Rodrigo N. L. P. de P., de 39 anos.

 

Conforme o delegado Rossílio Souza Correia, as apreensões foram realizadas por meio de monitoramento e investigações rotineiras. Após a realização de perícia preliminar, foi constatado que os dois veículos são objeto de roubos e são considerados, pela Polícia Civil, como carros dublês ou clonados, uma vez que tiveram suas características originais reproduzidas pela semelhança de cor e modelo, com adulterações nas placas, chassis, lacre, etiquetas e números dos vidros, além de estarem com os respectivos Certificados de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV), falsificados. 

 

Diante dos fatos, Anderson e Rodrigo foram conduzidos à sede da Derfrva, onde foram autuados pelo crime de receptação dolosa. Após serem submetidas à perícia oficial do Estado, os veículos serão restituídos aos verdadeiros proprietários. “A Derfrva está com os investigadores nas ruas, realizando buscas e monitorando locais e pessoas. É uma determinação do secretário da segurança pública que ações de combate a todas às modalidades criminosas sejam intensificadas. Dessa forma, estamos trabalhando no sentido de apreender os bens e fazer com que esses indivíduos, que insistem em praticar condutas ilícitas, sejam responsabilizados, segundo determina a lei”, frisou o delegado.

 

(Com informações da Ascom/SSP)