Palmas, Tocantins -

Plantão de Polícia


Plantão de Polícia
577 visualizações

Polícia Civil prende suspeito de aplicar 'golpe do motoboy' em Palmas

O golpista foi conduzido até a 1ª 1ª CACP, onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante pelo delito de tentativa de furto mediante fraude e associação criminosa
- Atualizada em
Divulgação

A Polícia Civil do Tocantins prendeu em flagrante, na tarde desta sexta-feira, 11, em Palmas, um homem, morador da cidade de São Paulo (SP), que estava aplicando na Capital uma nova modalidade de crime, o “Golpe do Motoboy”. A prisão do homem, de 21 anos, foi efetuada por policiais civis da Divisão Especializada de Repressão a Crimes contra a Ordem Tributária (DRCOT), unidade vinculada à Diretoria de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco).

 

O golpista foi conduzido até a 1ª Central de Atendimento da Polícia Civil (1ª CACP), onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante pelo delito de tentativa de furto mediante fraude e associação criminosa. Conforme o plantonista, delegado Túlio Pereira Motta, flagrado estava praticando o “Golpe do Motoboy”, prática recentemente elaborada para colocar a vítima em situação de erro para subtrair quantias de sua conta bancária.

 

Conforme o Delegado, este tipo de crime vem ganhando visibilidade no país, tendo em vista o crescimento do número de casos. Recentemente o “golpe do motoboy” foi tema de reportagem uma reportagem exibida no programa Fantástico da Rede Globo de Televisão (21.06.2020).

 

O modus operante dos golpistas, conforme o Delegado Túlio Pereira Mota, se dá da seguinte forma: “os criminosos, se passando por funcionários de grandes bancos, entram em contato por meio do telefone fixo da vítima, informam-na acerca de transação indevidamente realizada no cartão de crédito - transação essa que inexistiu -, em seguida orientam ela entrar em contato com o banco. Ocorre que eles seguram a linha fixa da vítima e, no momento em que ela termina de discar o 0800 que fica no verso do cartão, eles assumem a linha novamente e, se passam por funcionários da operadora do cartão de crédito. Esses supostos funcionários orientam a vítima a entregar o cartão, pessoalmente, para um suposto funcionário, que vai até a residência da vítima, se apossa do cartão e realiza compras utilizando-se das conhecidas “maquininhas de cartões”.

 

Segundo o Delegado, os criminosos possivelmente utilizam um decodificador sonoro que capta a senha no momento em que a vítima disca no aparelho de telefone fixo. Essa prática está sendo investigada pela Polícia Civil do Estado do Tocantins por meio de várias unidades policias no Estado. “Acredita-se que há várias pessoas praticando tal conduta em Palmas. Por isso, fica aqui o alerta à população: não passe seus dados pessoais e senhas de cartão de crédito. Sempre desconfie. Desligue o telefone. E ligue de outro aparelho para a operadora de seu cartão para esclarecer suas dúvidas”, orienta o Delegado.

 

O homem preso nesta sexta-feira, 11, chegou em Palmas na quarta-feira, 9, e estava com passagem marcada para retornar à São Paulo neste sábado, 12. Com sua prisão e depois dos procedimentos legais cabíveis, ele foi recolhido à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerá à disposição da Justiça.

Notícias sobre:

golpe motoboy palmas políciacivil