Palmas, Tocantins -

Plantão de Polícia

Ver comentários
Nesta sexta, 07

Polícia Civil recupera e devolve aos verdadeiros donos 40 celulares em Palmas

Os aparelhos foram recuperados no último mês de maio, em Taquaralto e demais setores da região Sul de Palmas
- Atualizada em
40 celulares recuperados pela Polícia Civil Divulgação

A Polícia Civil do Estado do Tocantins, por intermédio da 5º Delegacia de Polícia de Palmas, efetuou, na tarde desta sexta-feira, 7, em Taquaralto, a devolução de 40 aparelhos celulares aos verdadeiros donos. A ação foi coordenada pelo delegado Marivan da Silva Sousa. 

 

Os aparelhos foram recuperados no último mês de maio, em Taquaralto e demais setores da região Sul de Palmas, e estavam em poder de diferentes pessoas, as quais também foram responsabilizadas, conforme determina a lei. Somente neste ano de 2019, a 5º Delegacia de Polícia Civil já recuperou e devolveu 101 aparelhos celulares, o que acabou originando a responsabilidade criminal de dezenas de infratores por crimes contra o patrimônio.  

 

“Além das investigações rotineiras sobre todos os crimes que acontecem na área de abrangência da 5ª DPC, também dedicamos atenção aos crimes que envolvem furtos ou roubos de aparelhos celulares, pois, na maioria das vezes, os produtos são subtraídos com emprego de arma de fogo, violência e ameaças e vão parar na mão de receptadores´, que os adquirem por preços bem abaixo dos normalmente praticados no mercado”, ressalta o delegado. 

 

A Polícia Civil orienta as vítimas que não deixem de registrar o Boletim de Ocorrência quando ocorrerem os crimes de furto ou roubo de celulares. “É muito importante que o cidadão, logo após ter sido vítima de qualquer tipo de modalidade criminosa, inclusive furto ou roubo de aparelho celular, faça contato com as forças de segurança, para que uma viatura da Polícia Militar ou da Guarda Metropolitana possa efetuar buscas no sentido de localizar o infrator ou infratores. Além disso, o registro do delito auxilia no planejamento de ações preventivas nos locais de crimes”, frisou a autoridade policial. 

 

No caso específico de aparelho celular, o delegado orienta quando aos procedimentos que devem ser adotados pela vítima desse tipo de crime: "Imediatamente após ter sido alvo de criminosos, a vítima deve comparecer até a Delegacia de Polícia Civil mais próxima de sua residência e, munido com a nota fiscal de compra e o número de série do aparelho (IMEI), que geralmente se encontra na caixa do produto, registrar a ocorrência, para que possamos iniciar as investigações e localizar o bem roubado ou furtado, o mais breve possível”, reiterou o delegado.