Palmas, Tocantins -

Plantão de Polícia


Prisão
289 visualizações

Polícia prende dois homens suspeitos de matar comerciante em Araguaína

Prisões ocorreram nesta semana. Uma delas foi realizada em Brasília e a outra em Araguaína
- Atualizada em
Descrição: Equipe da Delegacia de Homicídio no local do crime Divulgação

A Polícia Civil do Tocantins, por meio da 2ª Divisão Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (2ª DHPP) de Araguaína, prendeu dois homens, um deles nesta quinta-feira, 20, suspeitos da prática de homicídio de um homem de 41 anos de idade, comerciante e vendedor de frutas da cidade, ocorrido no mês de julho deste ano. 

 

Segundo um dos suspeitos, em relato à polícia, o crime teria sido motivado porque ele acreditava que a vítima havia roubado seu celular. Foi então, que ele entrou em contato com o comerciante para marcar a prestação de serviço de montagem de móveis, e após combinar o serviço, o levou para uma chácara, onde praticou o crime.

 

Agentes da 2ª DHPP efetuaram a prisão do primeiro suspeito, um homem de 33 anos, na segunda-feira, 17, em Araguaína. Já o segundo suspeito, um homem de 44 anos de idade, que estava foragido há uma semana, foi preso nesta quinta-feira, 20, em Brasília, com apoio da Polícia Civil do Distrito Federal. 

 

Os suspeitos foram presos temporariamente e após os procedimentos legais cabíveis, o homem de 33 anos foi recolhido à Casa de Prisão Provisória (CPP) de Araguaína. Já o segundo suspeito, de 44 anos, foi recolhido à Carceragem do Departamento de Polícia Especializada da Polícia Civil de Brasília-DF. Ambos permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

 

O caso

 

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Adriano Carvalho,  a vítima, Carlos Magno dos Reis, de 41 anos de idade, vendedor de frutas de Araguaína, desapareceu no dia 18 de julho após sair para fazer um serviço de montagem de móveis. 

 

Uma semana depois, no dia 23 de julho, foi obtida a informação, por meio do serviço de inteligência policial, de que o corpo estaria enterrado em uma chácara na região da Jacubinha, aproximadamente 8 km de Araguaína. Os agentes de polícia entraram em contato com familiares e iniciaram as buscas na região com o auxílio de aproximadamente 20 pessoas, até a localização da cova ocorrida no dia 25 do mesmo mês.

Notícias sobre:

policia prisão araguaína