Palmas, Tocantins -

Plantão de Polícia


Em Pequizeiro
613 visualizações

Polícia prende suspeito pela morte de professora encontrada com tiro na cabeça

O suspeito do crime é o marido da professora, um homem de 49 anos. Ele foi encontrado em Colméia
- Atualizada em
Divulgação/Prefeitura de Pequizeiro

Marido da professora Elisabeth Figueiredo, de 61 anos, um homem de 49 anos, foi preso pela Polícia Civil do Tocantins (PC-TO) nesta segunda-feira, 07, em Colméia. Ele é suspeito de ter matado sua esposa neste domingo, 06, em Pequizeiro. A prefeitura da cidade decretou três dias de luto pela morte da professora.


 

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Roberto Assis, o homem fugiu logo após cometer o crime. Ele foi capturado pela PCTO e conduzido à 45º DP de Colméia, onde foi autuado em flagrante pelo crime de feminicídio.


 

Durante o depoimento o suspeito chegou a sustentar a teoria que a sua esposa teria cometido suicídio. Porém uma testemunha contou que viu o marido da vítima efetuando disparos de arma de fogo contra ela logo após uma discussão entre o casal. 


 

Ainda segundo testemunhas, o casal já teve várias brigas, mas a mulher nunca chegou a registrar uma denúncia contra o agressor. 


 

“A senhora era muito conhecida e querida aqui em Pequizeiro. A brevidade na elucidação do caso realizada em apoio da 45ª DP de Colméia, foi uma importante resposta à família e à população do município que se abalou com o ocorrido. O homem poderá responder pelo crime de feminicídio, cuja pena máxima é de até 30 anos de prisão”, informou Roberto Assis.


 

Após os procedimentos legais cabíveis, o homem foi recolhido à Casa de Prisão Provisória de Guaraí (CPPG), onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

 

O crime 

 

A equipe da Polícia Militar foi acionada por volta das 18h deste domingo, 06,  informada sobre um suposto ato de suicídio na cidade de Pequizeiro por uma mulher, em sua residência.  Ao chegar no endereço, os militares constataram o óbito.

 

 No local estava o irmão da vítima que contou à equipe que minutos após saber o ocorrido, foi até a residência e encontrou o companheiro da mulher. Segundo ele, o homem estava com as roupas sujas de sangue e não lhe deu nenhuma explicação exata sobre o que teria acontecido antes do ato. Também que o mesmo aproveitou o momento oportuno para sair do local sem ser percebido. 

 

O corpo da mulher estava caído no chão com lesão na cabeça causada provavelmente por disparo de arma de fogo. Próximo ao corpo, havia uma arma calibre 38. 

 

A perícia foi acionada e a Polícia Civil assumiu o caso. Em menos de 24 horas após o crime, o marido da vítima foi preso em flagrante pela PC-TO, por meio da 43ª Delegacia de Polícia de Pequizeiro e a 45ª DP de Colméia. O nome do suspeito não foi divulgado pelas entidades policiais.