Palmas, Tocantins -

Plantão de Polícia


Família aflita
4.657 visualizações

Protético de Porto Nacional está desaparecido há 15 dias: família pede ajuda

A família do protético Marcos Borges está desesperada com o desaparecimento. A esposa suspeita que seu marido esteja com algum transtorno psicológico
- Atualizada em
Descrição: Marcos Borges está desaparecido desde 08/07 Arquivo de Família

A Polícia Civil de Porto Nacional está à procura do protético, Marcos Borges, que está desaparecido desde 8 de julho, último dia em que foi visto bebendo com amigos durando o jogo da Copa do Mundo, entre Brasil e Alemanha.

 

O Portal T1 Notícias ouviu Kesia Sousa, casada há onze anos com Marcos, com quem tem três filhos. Por telefone, a esposa explicou que está passando por uma situação muito angustiante, tanto pelo desaparecimento do esposo quanto pelo fato de ter filhos pequenos que procuram pelo pai.

 

“Tínhamos uma vida complicada juntos, algumas vezes ele saiu de casa e foi morar em uma kitnet, mas sempre voltava para casa porque a gente se gosta e temos nossos filhos pequenos. Mas no último dia que ele foi lá em casa estava bebendo muito, arrombou a porta do meu salão de beleza e fez uma quebradeira lá”, contou Kesia.

 

A esposa de Marcos disse que ele sempre foi um homem calmo, mas que sofre com problemas de bebida e cigarro. “Quem conhece meu marido vê o quanto ele é tranquilo, mas é só beber que muda tudo. A gente tinha combinado de mudar juntos, toda a família dele mora em Goiás e são evangélicos, nós tínhamos combinado de ir para a igreja no dia que ele resolveu sair de casa pela última vez”, explicou a esposa.

 

Kesia comentou que suspeitava que Marcos estivesse sofrendo de algum transtorno psicológico, pois ele estava mudando de comportamento com muita frequência. Ela disse ainda que como seu marido já havia saído de casa antes, só se deu conta do desaparecimento dele cerca de uma semana depois, quando colegas de trabalho de Marcos a procuraram. A partir desse momento ela entrou em contato com os familiares dele em Goiás e com a Polícia Civil.

 

Familiares de Marcos estão preocupados

O Portal T1 Notícias conversou com uma pessoa da família de Marcos em Goiás, que pediu para não ser identificada. Ela explicou que a família está muito angustiada, principalmente a mãe do desaparecido, que tem 75 anos e conversava com o filho quase que diariamente.

 

“Ele nunca ficou mais de dois dias sem ligar para a mãe. A aflição de toda a família é muito grande porque não sabemos onde ele está. A única informação que temos é que o Marcos sumiu apenas com o carro, com a carteira e os documentos pessoais e sua roupa do corpo”, relatou o familiar de Marcos.

 

Polícia Civil está investigando o caso

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública do Estado explicou que o delegado Mozart Félix está a cargo das investigações sobre o desaparecimento de Marcos Borges e informou que as investigações estão em andamento. Segundo a SSP, o inquérito está na fase de colher os depoimentos de pessoas próximas e investigar todas as possíveis pistas que possam levar ao paradeiro dele.

 

De acordo com a Secretaria, uma das hipóteses com as quais o delegado Mozart trabalha é a de Marcos ter desaparecido por vontade própria, a bordo de seu veículo, um Ford Fiesta Hatch Preto, ano 2006, de placas MWN-9250. A Polícia Civil também está ouvindo testemunhas, que possam confirmar um possível caso de depressão pelo qual o desaparecido estaria passando.

 

A SSP destacou que a PC intensificou as buscas e qualquer informação que possa levar ao paradeiro de Marcos, podem ser levadas ao 2º DP de Porto Nacional.