Palmas, Tocantins -

Plantão de Polícia


Em Wanderlândia
119 visualizações

Quatro pessoas são presas após polícia encontrar mais de 20 kg de drogas escondidas

O flagrante ocorreu na zona rural de Wanderlândia na sexta-feira, 5. O grupo foi autuado pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.
- Atualizada em
Divulgação/2ª DENARC de Araguaína

A Polícia Civil prendeu quatro pessoas por suspeita de tráfico na sexta-feira, 5, após encontrar mais de 20 kg de drogas escondidas em uma propriedade no município de Wanderlândia. A operação foi comandada pelo delegado-chefe da 2ª Divisão Especializada de Repressão a Narcóticos (Denarc) de Araguaína, José Anchieta de Menezes Filho.

 

Com base em investigações, os policiais civis foram até a residência, localizada na zona rural do município, onde quatro pessoas foram flagradas com a grande quantia de drogas. Foram presos uma mulher de 22 anos, o esposo dela, de 44 anos, e dois homens de 42 e 47 anos.

 

Foram apreendidos várias porções de maconha; cerca de 300 gramas de cocaína; balança de precisão; R$ 450,00 em espécie; duas munições calibre 32 e três calibre 22 intactas; uma munição calibre 38 deflagrada; insumos para embalar a droga, além de 73 pontos de LSD.

 

Após as prisões serem efetuadas, os policiais intensificaram as buscas no terreno da residência e localizaram, nos fundos do imóvel, uma lona preta que cobria uma mala de viagem. Ao abrir  bagagem, foram encontrados acondicionados em seu interior 19 tabletes de maconha.

 

De acordo com o delegado Anchieta, o casal capturado na tarde de hoje é o mesmo que foi preso pela DEIC de Araguaína no dia 29 de abril de 2019, em Aguiarnópolis. Na oportunidade, os policiais civis apreenderam cerca de R$ 13 mil reais em dinheiro em poder do casal e mais 7 kg de maconha que estavam armazenados no imóvel em que ocupavam na cidade.

 

Os indivíduos foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, os três homens foram encaminhados à Unidade Penal de Araguaína, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário. A mulher será recolhida à Unidade Penal Feminina de Babaçulândia.