Palmas, Tocantins -

Plantão de Polícia


Assaltos a carro-forte
3.436 visualizações

Sobe para quatro o número de suspeitos mortos em confronto com a polícia

Um policial também foi morto, o sargento Américo Gama, de 53 anos de idade
- Atualizada em
Descrição: Busca a suspeitos Divulgação PM

Quatro homens morreram após serem baleados em confronto com a polícia. Segundo a Polícia Militar (PM), eles são suspeitos de integrar uma quadrilha que vem praticando assaltos a carros-fortes na região Central do Estado. Dois dos suspeitos foram mortos, entre as cidades de Goianorte e Araguacema, após serem surpreendidos pelo patrulhamento da polícia, nesta quinta-feira, 31. E no início da tarde desta sexta, 1º de novembro, outros dois suspeitos foram mortos em novo confronto em uma mata na região de Pequizeiro. Segundo a PM, os corpos estão sendo transportados para Palmas pelo Instituto Médico legal (IML) e os suspeitos ainda não foram identificados.

 

Na manhã desta sexta, 1º, também morreu um policial durante confronto com os suspeitos. O policial morto é o sargento Américo Gama, de 53 anos de idade. Ele ingressou na PM em março de 1992 como aluno soldado, sendo promovido à atual graduação em abril desde ano. O sargento serviu a sociedade tocantinense nos Batalhões de Pedro Afonso, Miracema e Palmas, até ingressar no I Curso de Operações Rotam, em 2008, sendo dos pioneiros nesta divisão, pertencendo à tropa desde então, lotado na Companhia de Rotam, do Batalhão de Polícia de Choque. O comandante geral da PMTO, Jaizon Veras Barbosa, declarou Luto Oficial de três dias na Polícia Militar do Estado do Tocantins pelo falecimento em combate do 1º Sargento QPPM Deusdete Américo Gama.

 

Alerta da PM

 

O comandante da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE), tenente coronel Fioravan Teixeira, informa aos moradores da zona rural da região que ao serem abordados por homens desconhecidos que peçam água, informação ou comida, que ofereçam o que é solicitado. Mas prestem atenção nas roupas, se estão feridos e após a saída deles, de imediato entrem em contato com a PM, para que o serviço de inteligência levante os pontos de incursão das equipes.

 

A Polícia Militar ressaltou que está há nove dias em incursão na mata realizando buscas aos demais integrantes da quadrilha na região.

 

 

 

 

Entenda o caso

 

Conforme a PM, no último dia 24 ocorreu uma tentativa de assalto a um carro-forte na saída de Araguacema. O veículo fazia o transporte de valores daquele município para Pequizeiro, quando foram surpreendidos por uma camionete ocupada com cinco indivíduos encapuzados que efetuaram disparos de arma de fogo. Os ocupantes do carro-forte revidaram o ataque, momento em que o motorista da camionete perdeu o controle e bateu. Os suspeitos conseguiram fugir e o carro-forte seguiu viagem.

 

 

 

 

 

Desde então, equipes da Companhia de Operações Especiais (COE), Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (ROTAM), Grupo de Operações com Cães (GOC), policiais militares do 2º, 7º e 8º Batalhão da PM (Araguaína, Guaraí e Paraíso, respectivamente) e o Helicóptero Tocantins Zero Uno atuam conjuntamente com 40 homens trabalhando ininterruptamente, em busca dos autores do roubo ao carro-forte, realizando cerco e bloqueio na região.