Palmas, Tocantins -
Em Brasília
512 visualizações

Amastha e lideranças do PSB comemoram 70 anos do partido e homenageiam Eduardo Campos

Evento teve início nesta tarde e reúne lideranças do partido de todos os estados brasileiros, convidados internacionais, especialistas e acadêmicos. Campos foi presidente do partido e morreu em 2014
- Atualizada em
Lideranças do PSB participam de seminário em Brasília Divulgação

O prefeito de Palmas Carlos Amastha está em Brasília (DF) participando do seminário em comemoração aos 70 anos de fundação do Partido Socialista Brasileiro (PSB) que acontece nesta quinta e sexta, 10 e 11, reunindo lideranças do partido de todos os estados brasileiros, convidados internacionais, especialistas e acadêmicos. O evento que acontece no Hotel Nacional terá logo mais a noite a conferência magna “Desafios da Esquerda Democrática no Brasil e no Mundo”.

 

O evento iniciou na tarde desta quinta, com ato político e cultural de Celebração dos 70 Anos do PSB e homenagem ao ex-governador e ex-presidente do partido Eduardo Campos (morto em um acidente aéreo em 2014, durante a campanha presidencial, e que comemoraria 52 anos nesta quinta).  Os Correios em homenagem aos 70 anos do PSB lançou peças filatélicas, entregando álbuns às principais lideranças do partido, entre eles o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, e o presidente da Fundação João Mangabeira, Renato Casagrande.

        

Pessebista, o prefeito de Palmas Carlos Amastha afirmou que sua gestão à frente da Capital é alinhada ao que o partido se propõe a fazer em todo o Brasil. “Participo de um partido que verdadeiramente tem programa de governo, gestão moderna, arrojada e empreendedora. Tudo o que a gente faz em Palmas é exatamente o que o PSB faz em nível nacional em termos de mobilidade, moradia, educação de tempo integral, saúde, meritocracia seguindo inclusive o grande legado de Eduardo Campos, nosso homenageado de hoje, que profissionalizou a administração pública em Pernambuco enquanto governador, mas claro, nós damos aquele toque do pequi”, ressalta Amastha.

 

Amastha está acompanhado do secretário Christian Zini, do subprefeito da Região Sul, Adir Gentil, do secretário da Casa Civil, Júnior Coimbra, do deputado estadual Alan Barbiero e do vereador Tiago Andrino.

 

Programação

 

A conferência magna será logo mais às 19 horas com o deputado do Partido Socialista Obrero Espanhol (PSOE), Ignácio Sánchez Amor, o pós-doutor em Ciência Política pela Universidade de Oxford (Inglaterra), Oscar Vilhena Vieira, e representando o Partido Socialista do Chile, o jornalista e analista internacional Carlos Monge Arístegui.

 

Nesta sexta, 11, o cientista político, jornalista e secretário municipal de Educação do Rio de Janeiro, César Benjamim, e o pesquisador e presidente do Instituto Locomotiva, Renato Meirelles, falarão sobre a realidade e a perspectiva atual e política do país.

 

E na parte da tarde, “Os partidos políticos e os excluídos do Brasil” será o tema da conferência do sociólogo e professor da Universidade Federal Fluminense, Jessé José Freire de Souza.

 

O ato cultural de encerramento do evento está marcado para as 20 horas, e contará com apresentações de samba e de música popular brasileira do cantor, violinista e compositor João Bosco e do cinquentenário grupo MPB 4, que será no auditório Planalto, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

 

(Com informações da Ascom PSB Nacional)

Notícias sobre:

amastha psb eduardo campos brasilia